Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

15 de set de 2008

É desta que emigro...

  • Poucos dias depois de a vice de McCain, Sarah Palin, ter respondido candidamente, com
    um sorriso nos lábios, a um repórter da TV que, caso a Geórgia entrasse para a NATO, as
    tropas da NATO deveriam intervir e entrar em confronto com a Rússia
    , porque
    era para is
    so mesmo que a NATO servia, as sondagens apontam McCain como
    favorito na corrida à Casa Branca
    . Fui só eu q
    ue reparei na convocação da Terceira
    Guerra Mundial? Ouvi mal? Os americanos andam distraídos ou querem mesmo entrar em
    guerra com a Rússia (e a China e por aí adiante...) ? Arranjem-me um buraco onde me
    meta, por favor!
    O Obama também não ouviu? Não respondeu? Ou será que está de
    acordo com a s
    enhora Palin? Nesse caso, quero um buraco mais fundo, por favor...
  • (Do site da TVI: "Sarah Palin é a mulher do momento nos Estados Unidos. A candidata à
    vice-presidência relançou a campanha dos republicanos, mas quinta-feira poderá ter falado demais à
    televisão ABC. Na primeira grande entrevista, a candidata à vice-presidência pelos republicanos deixou
    uma frase surpreendente. A governadora do Alasca admitiu
    a hipótese dos Estados Unidos declararem
    guerra à Rússia, caso esta insista em invadir a Geórgia.")
  • Não inventei... e logo na primeira grande entrevista! Isto, para mim, deveria
    ser um suicídio político. Parece que nã
    o, antes pelo contrário...


  • Entretanto, por cá, mais um touro morto na arena, desta vez em Reguengos, com uns
    indivíduos a taparem a coisa com um pa
    no, para que se não visse o touro e não se
    identificasse o touricida... A GNR identificou os responsáveis pela corrida, e apenas
    esses. Será que não vai identificar, através das imagens que passaram na TV, os senhores
    do pano? Ou nunca ouviu falar em cumplicidade? E encobrimento, desta vez
    em sentido literal, além do metafórico... É que
    aquilo é um acto punido por
    lei.
  • Decididamente, vou para eremita. Para bem longe desta treta toda.
  • E os rapazitos mandados para a cabeça dos garraios, sujeitos a morrer apenas pelo
    impacto da cabeça do animal no peito, com uns fulanos maiores atrás a "apoiá-los"? Que
    lindo! Que bela tradição!OLÉ!
  • Eu nem costumo fazer posts destes. Mas isto é demasiado. Excessivo, como
    gosto de ler no Eça.
    E ainda tenho por aqui mais uns adjectivos que me
    esforcei por não utilizar.
    Sim, é desta que emigro. Ou vou para artista de
    variedades, como aquele ali ao lado...