Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

21 de dez de 2011

UPDATE AO POST ANTERIOR:

Os livros chegam amanhã, pelo que já posso aceitar encomendas. E-mail: mario.domingos@netcabo.pt

20 de dez de 2011

"O DESPERTAR DOS VERBOS - SESSÃO DE LANÇAMENTO"



Aqui fica um vídeo da sessão de lançamento do meu livro de poesia "O Despertar dos Verbos". Espero que vos dê uma ideia do que se passou e da forma como correu. Depois colocarei algumas fotos.

Para quem quiser adquirir o livro: De momento aguardo o envio, por parte da editora (Edium Editores) de mais livros para venda directa (com dedicatória).  Em breve será também colocado à venda nos postos de venda da editora (online, incluindo o próprio site da Edium, e livrarias).


5 de dez de 2011



CONVITE



6 de jul de 2011

IDENTIDADE

Preciso ser um outro 
para ser eu mesmo 

Sou grão de rocha
Sou o vento que a desgasta

Sou pólen sem insecto

Sou areia sustentando
o sexo das árvores

Existo onde me desconheço
aguardando pelo meu passado
ansiando a esperança do futuro

No mundo que combato morro
no mundo por que luto nasço

Mia Couto, in "Raiz de Orvalho e Outros Poemas"

30 de abr de 2011

Primeiro de Maio





O Primeiro de Maio. Hoje, como em 1974, no Porto como em qualquer outra cidade.







Hoje mais do que nunca, em Portugal.





Giestas, maias, maios, a festa do povo e da vida.
Cada vez mais longínqua, cada vez mais necessária...




Para que o Dia da Mãe faça sentido.









Para todas as Mães.





22 de abr de 2011

Páscoa Feliz para todos!


Não sei se chegam para todos os visitantes... mas irei pondo mais :-)