Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

16 de jun de 2006

A receita da semana


POSTA MIRANDESA em cama de batata a murro lagareira, com tosta de pão de centeio ensopada em fricassé de boletos (!!!).

Esta receita é uma contribuição do Chefe Luís Suspiro para a cozinha portuguesa contemporânea. Baseia-se na posta mirandesa, da cozinha tradicional de Trás-os-Montes.


Posta mirandesa
Tempera-se com sal e grelha-se muito levemente, de um lado e do outro, até ficar "meio termo".
Retira-se a carne e coloca-se numa folha de papel de alumínio, juntamente com uma colher de sopa de azeite, uma colher de chá de vinagre balsâmico e uma chalota crua e laminada muito finamente. Embrulha-se tudo e reserva-se em quente, até empratar.

Pão de centeio
Corta-se uma fatia e tosta-se no forno.

Boletos
Salteia-se um boleto (cogumelo selvagem) num pouco de azeite, juntamente com alho picado. Reserva-se.

Fricassé
Deixa-se ferver um pouco de caldo de aves. Retira-se do lume e juntam-se 2 gemas batidas, salsa picada e sumo de 1/4 de limão.

Batatas
Temperam-se com sal grosso 3 ou 4 batatas com a pele e assam-se no forno. Quando estiverem prontas, retiram-se e esmurram-se.

Montagem do prato
Colocam-se as batatas esmurradas num prato. Salteiam-se em azeite 2 alhos picados e um pouco de coentros e regam-se as batatas com este molho. Dispõe-se por cima a posta mirandesa juntamente com os sucos do papelote e a chalota. Cobre-se a carne com o pão e, por cima deste, coloca-se o fricassé de boletos. Rega-se tudo com o restante fricassé.


15 de jun de 2006

Olá!


Sou o Luis, e venho agradecer a todos os que me deram os parabéns pelo meu aniversário.
Ofereço-vos a música que estão a ouvir, composta e interpretada por mim e pela minha antiga banda, NeverEnd.

14 de jun de 2006

Querida Televisão


Hoje apetece-me assim uma coisa leve. Uma espécie de Frize limão dos posts. Sobretudo, uma coisa curta, que não estou para grandes discursos. Quem há-de pagar as favas? A Televisão, pois claro.

Neste caso, a Sport TV, que transmitiu às 2h da tarde o jogo Espanha-Ucrânia, para o Mundial. A transmissão foi interrompida, certamente numa homenagem aos primeiros tempos dos jogos "televisionados" em directo. Problemas técnicos, evidentemente. Até aí... enfim, estamos a voltar a habituar-nos. Mas o pior estava para vir.

Reatada a emissão, eis que passa em rodapé uma maravilha deste género:

"Devido a problemas técnicos a que a Sport TV é alheia, fomos forçados a interromper a transmissão directa do jogo Espanha-Ucrânia, pelo qual pedimos desculpa".

Ora, querida Sport TV, o jogo nem foi assim tão mau...

Comentários? Bom, esses não são comigo :)

12 de jun de 2006

Para o Luis


Parabéns!

Feliz Aniversário!

Boa música, sempre.

Que a vida te traga o que queres, com uma ajudinha tua.




Um grande abraço.

11 de jun de 2006

Mais umas coisinhas




Como vem sendo hábito, e para complementar a receita da semana, seguem-se as sugestões que recebi, e que muito agradeço.

VINHOS:
- Verde da Fundação Eça de Queiroz de Tormes (Maloud)
- Covela - Branco Seco Colheita Seleccionada 2002 (Parrot)
- Covela - Escolha Branco 2004 (Parrot)





SOBREMESA:
Mousse de caipirinha (Diana F.)
. raspa e sumo de seis limas
. meio copo de cachaça
. 200 g de açucar (ou adoçante ou frutose)
. 5 pacotes de natas de 2.5 dl

- mistura-se o açucar com a cachaça + o sumo e raspa das limas
- à parte , batem-se as natas até estarem bem firmes
- e cuidadosamente junta-se o preparado anterior, batendo ao de leve.
- vai para o frigorifico, até ser servido.

(Fotos da mousse DAQUI)




SUGESTÃO (Lola):

- Assar primeiro as sardinhas, retirar as espinhas e depois usar só os lombos na tarte.

E ainda estas dicas da Maloud:
".... Para aquecermos temos o pão de alho, o presunto, o salpicão, o salmão fumado, uns patés que eu faço, a bola de carne, feita também por moi-même. E entre o prato e a sobremesa lá vão saltar os queijos com uns frutitos secos, para aconchegar estes estômagos delicados."