Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

4 de abr de 2009

Aproxima-se a Páscoa... é um pretexto como qualquer outro...

A fonte e a autoria desta receita, que me parece... enfim... de experimentar JÁ, vão indicadas no fim do post.


Anho da Festa de S. João (O S. João ainda vem longe, mas isto deve ser bem melhor do que o Cordeiro Pascal, por isso...)


Ingredientes

* 1 anho

* 400 gr de cebola
* 5 dl de vinho branco
* 1 colher de sopa de colorau
* 1 colher de chá de pimenta branca
* 4 dentes de alho esmagados
* sal grosso
* 4 folhas de louro
* 100 gr de salpicão
*100 gr de toucinho
*100 gr de chouriço de carne
* 2 kg de grelos
* 600 gr de arroz
* 3 kg de batatinhas novas pequenas
* 2 cenouras médias
* 200 gr de banha
* 3 dl de azeite




Confecção:

Depois de cortado o anho, tempere com o sal, pimenta, o vinho branco, os alhos, as folhas de louro e o colorau e deixe marinar de um dia para o outro.
Retire da marinada e barre com a banha de porco no tabuleiro de ir ao forno.
Coloque 2 cebolas e as cenouras cortadas em rodelas.
Leve ao forno durante uma hora a 200 graus e vá virando para que fique louro de todos os lados.
Regue com a marinada, junte as batatinhas e deixe cozinhar mais 30 minutos.
Leve ao lume, numa panela, 3 lt. de água com a restante cebola, o salpicão, o chouriço e o toucinho, a cabeça e o cachaço do anho, tempere de sal e pimenta e deixe cozer cerca de 1 hora.
Retire as carnes, corte os enchidos em rodelas e o toucinho em tiras, deite fora o cachaço e a cabeça.
Junte então o arroz ao caldo a ferver e coloque num alguidar de ir ao forno.
Enfeite com as rodelas e as tiras de toucinho e leve ao forno durante 30 minutos.
Sirva o anho acompanhada com os grelos cozidos e salteados em azeite e alho, as batatinhas e o arroz de forno no alguidar.


Fonte: Câmara Municipal do Porto - Turismo
Autor: Chef Hélio Loureiro


Bom apetite! E biba a Inbicta, carago!


Citação do dia: "E sobremesa? Não se arranja um semi-frio?" (Lizzie).
Hmmm... será que se arranja?


A resposta da Prof:



Está a chegar a época dos figos lampos.

Cortam-se os figos em oitavos (quartos na verical, divididos ao meio, na horizontal)- sem pele, se esta for muito grossa.
Numa taça, mistura-se iogurte magro, natural, com natas ( a dosagem fica ao critério de cada um(a).
Deita-se uma camada de figos; cobre-se com a mistura de iogurte e nata, polvilha-se com açúcar amarelo.
Repete-se a operação, as vezes necessárias até acabar os ingredientes; a quantidade destes, depende do número de convivas.
Vai ao frigorífico a arrefecer.


A resposta do Legível:



Arroz doce bem legível:

A) Ingredientes:

.Arroz que encha uma chávena almoçadeira das mais pequenas.
.1 litro de leite.
.200 gramas de açúcar.
.Casca de limão.
.4 ovos.
.Canela.

B) Execução:

.Depois do arroz ferver (de preferência em tacho de barro e sem esquecer a casaca do limão*) e bem aberto, juntar o leite (previamente fervido) e o açúcar.
.Em lume brando, ir mexendo (com colher de madeira de preferência) até ficar consistente.
.Juntar "em pingo" e ir mexendo bem, as quatro gemas dos ovos, batidas previamente, até o arroz ganhar a cor amarelada por inteiro.

.Sem deixar arrefecer, distribuir o arroz em pires e polvilhá-lo com a canela ao gosto artístico de cada um. Nesta quadra, costumo desenhar (com o bico do adaptador da canela**) cordeiros e amêndoas. Para os menos habilidosos sugiro os dizeres "Uma doce Páscoa na Companhia de Quem Mais Gostarem".

*A casca do limão e não a casaca, que nestes casos o limão está vestido o mais casual possível...

**Os virtuosos do futebol acham que é com o peito do pé. Quem sou eu para os contrariar...

OBRIGADO A AMBOS! E PARECE QUE AINDA VAI HAVER MAIS...




Pois vai. Faltava cá o vinho, e eis que a Arabica passou do café ao Reguengos Reserva
2002 tinto. Obrigado! Vem a calhar, que já estava com uma certa sede.

OOPS! A primeira pessoa a falar em vinhos foi a MJF, e esqueci-me completamente de aqui pôr a sugestão que deu, conforme prometi. Com as minhas desculpas, e o meu agradecimento, fica a sugestão do Alvarinho!


126 comentários:

mjf disse...

Olá!
A esta hora ( depois de termos acabado mais um dia de guerra) acho que me saberia melhor um cházinho com leite ( eheheheh) mas para amanhã...ao almoço...já seria diferente :=)
Parece bem apetitoso
Falta o "Alvarinho" !!!!

Beijocas
Obrigada

Arabica disse...

Alien,


cheguei à hora certa, bela receita, o alguidar fumega, acabado de sair do forno, huuuummm que delicia!

E biba o anho e biba a cidade! :)


Beijos, bom domingo.

prof disse...

Alien... não imagina as memórias que me trouxe com a JJ - esta era uma das que eu cantava, nos meus tempos de largos vestidos com ramagens coloridas, flores nos cabelos generosamente longos e ondulados e guitarra ao ombro
:-))))
Quanto ao anho, reconheço que deve ser uma excelente receita mas eu estou cada vez menos capaz de comer bichos. Hipocritamente, só como carne se não se reconhecer a forma do animal... :-(
bom domingo
bjs

wind disse...

Que delícia!:)
E não consegui decifrar as letras.lol
Beijos e Boa Páscoa:)

Justine disse...

E aqui fico eu a salivar, apesar de ter acabado mesmo agora de almoçar:))
Boa Páscoa Gastronómica!

Alien8 disse...

MJF,

Alvarinho acompanha muito bem. Irá para a ementa!

Depois do chazinho e etc..., claro :)

Obrigado eu.

Beijinhos.

Alien8 disse...

Arabica,

Chegas sempre na hora certa!)

Já reparaste na nova concentração?

E biba tudo!

Um beijo.

Alien8 disse...

Prof,

Pois eu também... tirando os vestidos com ramagens e os cabelos generosamente ondulados - embora ondulados e granditos, sim... :)

Quanto ao menu, Prof, bichos são formigas... e sempre há maneira de se disfarçar a forma do animal!

Bom proveito! E bom fim de semana!

Alien8 disse...

Wind,

Selecciona-as com o rato...

Beijos e bom fim de semana, que para a Páscoa ainda faltam uns diazitos! :)

Alien8 disse...

Justine,

Não é para menos!

Quanto à Páscoa gastronómica, farei por isso... como acima disse, ainda faltam uns dias, mas, quando se trata de comidinha, nunca é cedo de mais. Por isso, o mesmo para ti!

E um bom fim de semana!

Graça B. disse...

Alien,

Quem gostar de cozinhar têm aqui um belo, diversificado e aromatizado desafio para se entreter, uma forma apetitosa de esquecer preocupações relacionadas com o espectro da crise e um excelente pretexto para juntar amigos e familiares à roda da mesa.
Eu que também não sou grande garfo, servir-me-ia apenas dos grelos cozidos e salteados, das batatinhas e do arroz e faria ainda uma salada de alface e coentros para reforçar a dose de verduras. Umas fatias de pão de Mafra também não ficavam mal.

Uma boa semana.

Alien8 disse...

Graça B.,

E o anho que fique para quem gostar! Aposto que não faltarão interessados. Juntar amigos, esquecer preocupações, eis um dos grandes méritos destas refeições à portuguesa - e não só, mas no caso é mesmo.

Boa semana para ti.

Mocho Falante disse...

As saudade que eu já tinha destas tuas receitas

um forte abraço

Alien8 disse...

Mocho Falante,

Aproveita :)

Outro para ti!

Teresa Durães disse...

Toucinho, Janis Joplin... estou aqui a tentar ver a ligação lol

wind disse...

Alien, já tentei novamente e não consigo mesmo decifar:)
Beijos

Lizzie disse...

Oh miséria: tive que ir ver o que era um anho. Não sabia.

E fujo para o canto da sala. Com as batatas, os bróculos e um peixe assado no forno. Mais o vinho. E o pão.

Desde miúda que os anhos são para brincar, dar beijos, dormir à sombra agarrada a eles. Tive um, num verão, a quem fazia isto tudo além de lhe dar biberon. Chamáva-se Chico Edward Mansinho.Morreu de velho, já eu era mais velha também. Nunca mais fui capaz de comer semelhante bicho. Também não como pato.
Felizmente, nunca tive nenhum peixe de estimação. Nem bróculo, nem batata. Só Patatita.

Mas vou recomendar esta receita à Consuelo, que esteve cá este fim de semana e segundo disse, comeu o melhor frango de churrasco dos dias da sua vida de ex-enfermeira actual gastrónoma. Ali para os lados da praça do Chile.
Não penses que fui eu que o temperei. Na, na. Nem lavei a loiça a dançar flamenco.

Vou traduzir.

Prontos, eu fico com o pargo.

E a sobremesa? Não se arranja um semi-frio?

Abraço.E sem dieta.

prof disse...

Pois que biba a invicta!
Essa foi muito vem esgalhada!!!
;-)

Alien8 disse...

Teresa,

Continua a tentar e, quando encontrares, diz-me, ok? :P

Um beijo.

Alien8 disse...

Wind,

?????

Então não lês nada quando seleccionas o texto todo com o rato???

Tenta de novo. Se não conseguires, eu ponho aqui a mensagem! :)

Beijinho.

Alien8 disse...

Lizzie,

Assim de repente, ocorre-me dizer que nem deverias ter ido ver o que era um anho... pois, não é propriamente o Bambi, mas.... anda lá perto.

Percebo-te. Mas o S. João não andava com um peixe às costas, era mesmo com um anho, daí a "homenhagem"!

Espantoso, a Consuelo ter de vir a Lisboa para comer o melhor frango de churrasco! Ele há coisas!

Fica então com o pargo, que eu vou ver se arranjo o semi-frio. Sabes, isto costumava ter colaboração dos comentadores... :)

Beijos de ambos.

Alien8 disse...

Prof,

Inbicta, se faxavor!

E muito obrigado.

Por falar nisso, a LIzzie pediu uma receita de semi-frio. Terá por aí alguma que nos ceda? :)

prof disse...

está a chegar a época dos figos lampos.

Cortam-se os figos em oitavos (quartos na verical, divididos ao meio, na horizontal)- sem pele, se esta for muito grossa.
Numa taça, mistura-se iogurte mmagro, natural, com natas ( a dosagem fica ao critério de cada um(a).
Deita-se uma camada de figos; cobre-se com a mistura de iogurte e nata, polvilha-se com açúcar amarelo.
Repete-se a operação, as vezes necessárias até acabar os ingredientes; a quantidade destes, depende do número de convivas.
Vai ao frigorífico a arrefecer.

prof disse...

... a imbicta, puoix!
(não queria ofender, carago!)
vou dormir, que o meu mal já é sono
:-)))

Arabica disse...

Alien,


e eu ontem sem net na maior parte do dia!

A querer vir aqui servir-me de mais uma dose e nickles! Ou deverei dizer pickles? ;)


Vi agora (que me chamaste a atenção) a nova zona de concentração, sim :) Isto há cada cena mais surreal :)))

A J.J. está muito bem aqui, sempre bom ouvi-la!

Vou já amanhã fazer uma permanente nos longos cabelos e buscar ao baú, umas calças à boca de sino :)


Mas...nessa época será que davamos assim tanta importância à gastronomia? :) Não vivíamos todos de sonhos e flores? :))


Beijos e abraços meus.

Teresa Durães disse...

com que então temos competição em prémios? Claro que, como caturra, sou muito melhor a atribuí-los! Mas continuo confusa com a união receita/Joplin

provavelmente está no bob!!

Alien David Sousa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alien David Sousa disse...

Mano, sempre a dares de comer aos humanos. ;)
Bjs alienígenas

wind disse...

Bom apetite, biba a inbicta, carago!
lol, finalmente vi:)
Beijos

Lizzie disse...

Pois mesmo aqui, deste portátil lisboeta temporariamente emigrado, (carago as birras que tem), vos digo, carago, que nunca tibe figuinhos de estimaçom e por isso os como tuodos e logo assiem fresquinhos, ai carago que iam já goela abaixou. Ai non que num iam...milhóres que o revuelto de pollo como segundo plato e a saladinha de cógumelos salteados cumo primero plato do almueço d´hoje, carago!

E tu ó Arábica Cimbalinha, oube lá: qué lá isso? Eu nunca andei de floures nem de cálças sinadas, carago!Neim de caracóis neim de caracoletas. Taãobeim num as tibe de estimaçon.

Pues buenas tardes para usteds que estoy yo de recreo y para tí, coño, un abrazo. Vále!

Bamos lá ber se o raio do comentário entra. Ora beim: publish yiór cómente...

Lizzie disse...

olha cu gajo inté que entroou, carago.

Bou já...ay que coño de los tíos estes...

bettips disse...

É por estas e por outras que andamos todos desalinhados: ovos no sapatinho e anho de s.joão na páscoa!!! Isto só mesmo um EXTRA-terrestre.
Bom apetite, carago, que a malta aí merece!
Bjs

MariaTuché disse...

Ainda cheguei a tempo do prato principal???

Vou pensar numa sobremesa que acompanhe bem este manjar, não pode ser muito pesada :)

Beijosssssss

legivel disse...

Arroz doce bem legível:

A)Ingredientes:

.Arroz que encha uma chávena almoçadeira das mais pequenas.
.1 litro de leite.
.200 gramas de açúcar.
.Casca de limão.
.4 ovos.
.Canela.

B)Execução:

.Depois do arroz ferver (de preferência em tacho de barro e sem esquecer a casaca do limão*) e bem aberto, juntar o leite (previamente fervido) e o açúcar.
.Em lume brando, ir mexendo (com colher de madeira de preferência) até ficar consistente.
.Juntar "em pingo" e ir mexendo bem, as quatro gemas dos ovos, batidas previamente, até o arroz ganhar a cor amarelada por inteiro.

.Sem deixar arrefecer, distribuir o arroz em pires e polvilhá-lo com a canela ao gosto artístico de cada um. Nesta quadra, costumo desenhar (com o bico do adaptador da canela**) cordeiros e amêndoas. Para os menos habilidosos sugiro os dizeres "Uma doce Páscoa na Companhia de Quem Mais Gostarem".

*A casca do limão e não a casaca, que nestes casos o limão está vestido o mais casual possível...

**Os virtuosos do futebol acham que é com o peito do pé. Quem sou eu para os contrariar...

Obs.: quem rapa o tacho sou eu. Não sendo assim não há arroz doce para ninguém.

Quando a Teresa descobrir a ligação "Receita/Joplin", começo a fazer a a sobremesa.

abraço

Alien8 disse...

Prof,

Obrigado! Os figos já lá cantam!

Alien8 disse...

Arabica,

Hmmm... acho que também petiscávamos umas coisas. Pelo menos eu... :)

Espero que encontres indumentária adequada!

Um beijo.

Alien8 disse...

Teresa Durães,

A que gosta de ter sempre razão :P

Continua a procurar a ligação. Ainda vais parar ao Entroncamento, as tudo bem... :)

Alien8 disse...

Mana DS,

Há muito tempo que não cumpria esta minha obrigação... eheheh!

Beijinhos alienígenas.

Alien8 disse...

Lizie,

A nunca-hippie portoespanhola. Ah, nunca tiveste figos de estimação? Dá jeito, na circunstância :)

Buen recreo, carago!

Um abraço.

Alien8 disse...

Bettips,

Claro que merece, carago!
Mas obrigado na mesma :)

Bjinhos.

Alien8 disse...

Mariatuché,

Sempre a tempo! E fico à espera de mais uma sobremesa. Afinal de contas, estamos quase na Pàscoa...

Beijinhos.

Alien8 disse...

Legível,

Obrigado, também já lá canta o arroz doce com desenhos a canela e tudo!

E valham-nos os **!

Quanto à Teresa, acho que a pendência dela é mais com o toucinho do que com a receita propriamente dita. Mas ela é que começou, agora que se desenrasque!

Um abraço.

Arabica disse...

Alien,

confesso que coelho à caçador era assim um prato mágico. Mágico, porque se não se cuidassem, eu comia-o todo. :)

Como nós mudamos: hoje em dia não consigo cozinhá-los e tenho alguma dificuldade em apreciá-los como menú gastronómico.



Oh minha santa zizzie tu nunca tiveste umas calcitas à boca de sino? Eu tive, assim com muitas bolas, flores e de cores psicadélicas :))

"Bué, bué da giras", como diria a Suzete :))


Además, besos para vos outros :)

OR Almeida disse...

Acabei de tomar o pequeno almoço, mas confesso que fiquei com agua na boca!!!!

Mas o que venho cá fazer, depois de algum tempo ausente, é deixar um forte abraço (desta vez sem penas), afinal existem pessoas que não esquecemos.
Uma boa Páscoa
Grande Abraço Alien

Lizzie disse...

O trabalho que me deu chegar aqui. O raio do portátil ligado ao fixo, lá tão longe, esqueceu-se dos faboritos...

Coelho também tive de estimação!!

Quanto a calças psicadélicas à boca de sino,nunca tive.

Agora é que tu, Alien, acertaste: nunca hippie:)).
A bem dizer, se os hippies trajavam uma coisa, a gente vestia o contrário, ou seja, calças-cigarro (afuniladas) ou tipo anos quarenta (tão largas em cima quanto em baixo). E tudo escuro.
Muitas vezes género Sir Lawrence Olivier em representação do Hamlet.:))

Tal indumentária era intercalada com o mais puro estilo americano:calças de ganga, justas, com camisas aos~quadradões, quadrados ou quadradinhos
e
com o estilo tradicional inglês anos 50, muito compostinho: saia pelo joelho, blusa ou camisa, com casaquinho.

Do que a Arábica me fez lembrar:)))

E é melhor não falar no cabelo...

Ai Alien que não estou de recreio. Só, espero, logo muito à noite.
De vez enquando faço uma pausa e benho aqui, carago, senãoe não cunsigo pensar. Trabalhem eles, carago que se usa como coño.

E adonde estão os binhos? Entãoe come-se isto tuodo a seco? Logo ao pé do Douro?

Raça de gente cópinho d´água...

ando eu a carregar cum binhos pórtugueses para Espanha e vocês num os aprobeitam?

Abraços

élis/lizzie disse...

E vê lá se és parecido com o cozinheiro que botei lá, ontem, quando me deu um ataque de fartura antes de ensaios gerais e coisas quejandas:)))

(é só para te rires e espero não estar a cometer nenhuma gaffe... espero que não tenhas bata, nem estejas grávido mas como
não falas de imagens
não falas de imagens
não falas de imagens:)))

estão-me a chamar outra vez!

Alien8 disse...

Arabica,

Coelho à Caçador, só feito pelo meu Avô. Não cozinhava mais nada, mas este prato saía-lhe imparável! :)

Frango na Púcara, que tal?

Sem falar em cozidos e feijoadas de índole diversa... Realmente, não eram só flores :)))

Calças à boca de sino? Mas evidentemente!

Uma boa Páscoa para ti, e um grande abraço nosso!

Daqui envio os meus respeitos À Suzete.

Alien8 disse...

OR Almeida,

De facto, existem essas pessoas, felizmente. Pela parte que me toca, muito obrigado, com ou sem penas...

Um feliz regresso, uma boa Páscoa, um grande abraço!

Alien8 disse...

Lizzie,

Estávamos todos à espera de que sugerisses um ou dois vinhos... e nada! Bah! Alguém há-de atrever-se. Eu sei com que vinho comia isto, mas não quero ser eu a escolher.

"Se os hippies... nós...". Nós, quem? Se é que se pode saber...?

Um bom recreio logo muito à noite, carago! (que se usa como coño:)

Boa Páscoa com peixinho assado & legumes & binhos & tudo.

Um abraço da Lola, outro meu.

Alien8 disse...

élis/lizzie,

Diabos me levem, que estou farto de procurar e não vejo cozinheiro nenhum!

Onde está o chefe????

Assim, não posso mesmo falar de imagens... :)

Arabica disse...

Não pode ser uma cozinheira, carago? :)


Venha o frango, que logo, logo vai parar à púcara (adoro, ALien!!!)!

Quanto a vinhos...já percebi porque andam fugidos daqui: andam muitos a subir e a descer o chiado; de repente, Lisboa traz para a rua os seus melhores vinhos alentejanos, de lá trago, um Reguengos, tinto, reserva de 2002 :) para vos ofertar.


Em troca, levo uma taça de semi-frio do figo -obrigada Prof.:)- e um pires de arroz muito doce :) legívelmente cozinhado a preceito pelo Alberto, homem de muitos dotes e com muito show de bola :)))



Ai Zizzie, mulher, tu vê lá se bebes rápidamente um copo do Reguengos para te veres há 30 anos psicadélicamente vestida nas ruas de S.Francisco :))

(mas as calças de ganga à boca de sino, essas, eram mesmo verdade: com camisolas pretas e casacos cintados, três quartos)


Besos e empadas de galinha (com pimento)

:)

Alien8 disse...

Arabica,


Hmmm.... quem sabe é a élis/lizzie, foi ela que falou no cozinheiro que deixou não sei onde... ainda vou procurar melhor :)

Temos então mais uma fã de frango na púcara! Nham nham... quem mo dera agora mesmo! - ou apenas a empada de galinha...:)

Obrigado pela sugestão de vinho. Vai já para a ementa. Assim se casa o Norte com o Sul.

Beijos pata ti.

Arabica disse...

Já encontrei o cozinheiro :)

(e ainda diem que os olhos não comem eheeheheh)

Alien8 disse...

Grrrrrrrrrr.... pois eu não o vejo! Onde pára o homem??????

Alien8 disse...

Pronto, apanhei o patife!
Que maneira de inaugurar um blog, carago!

Arabica disse...

Alien e tem cá um ar de poucos amigos!! :)


-que cozinhará ele naquele caldeirão? Imagens com arroz????? ;)

Sopa de preguiça com letras avulsas? ;)


Ou será um leite creme bem batido com virgulas, pontos finais e de interrogação? ;)


E que terá a Consuelo guardado para a madrugada que se avizinha?


Beijos

Lizzie disse...

¡¡¡¿¿¿¿nao me entendo com este teclado nem morta!!!
o que vale é que inté se me disfarca a dislexia.

¡¡¡ao portatil deu-lhe o fanico!!! e nao sei porque é que boto os pontos de exclamaçao no fim e o gaijo poe logo automaticamente os ditos a fazer o pino no princípio.

¿¿¿Será que faz o mesmo com os de interrogacao??? pois faz.

Está tanto frio aqui que bem me vai apetecer um alentejano ao almoco.

Boa pascoa a todos e mais abrazos.

Alien8 disse...

Arabica,

Imagens com arroz recolhe o meu voto! :)))

Quanto à Consuelo... mistério....!

Em relação aos pontos de interrogação, parece que também acertaste, ora lê o comentário anterior a este... :)

E à preguça também... apetece-lhe um alentejano!!!

Beijos.

Alien8 disse...

Lizzie,

Teclados espanhóis, bah! Cheios de pontos ao contrário, coño!

Prefiro ser torturado pelo coziheiro. Torturado com comidinha boa, claro :)

As melhoras do portátil e uma boa Páscoa.

Um abraço de ambos.

Arabica disse...

Alien,

a calhar, a calhar, foi a vitória da Académica :))

Cereja em cima do arroz doce, cono!! :)

-as cerejitas são encarnaditas não são? ;) xiiiii :)

MariaTuché disse...

Feliz Páscoa meu amigo :)

A tua Académica deu-nos cá uma alegria hoje hein??

Beijosss

Alien8 disse...

Arabica,

Então, ganha ou não ganha?!

Só vejo sportinguistas felizes :)

Mas não mais do que eu!

Cerejas? Onde? Onde?

Beijos.

Alien8 disse...

Mariatuché,

Pois deu! Já cometei mais acima... :)

Uma Boa Páscoa para ti e para os teus.

Um beijo.

Arabica disse...

Alien,


...também vês uma benfiquista com um grande sentido de humor! :)

E falemos de serpentes. Quem sonhava com elas? Não. Não estás à espera que eu telefone para o Manuel e lhe dispare a pergunta, quem sonhava com serpentes, Manel?
Ou que se o for ver cantar, no intervalo entre duas músicas lhe faça a mesma pergunta!

Não, não :)

Quem me tem de responder é aqui o meu amigo Alien, homem de muita sabedoria e de muitos sonhos :)~


Beijinhos um Domingo de Páscoa, feliz!

Teresa Durães disse...

Receita prática para quem não tem jeito para fazer doces: ir à feira (não as de Lisboa que essas são coisas reles), comprar um folar e... voilá!

Não preocupar com o métod de fabrico pois a ASAE não mete o bedelho

Teresa Durães disse...

ah!... esse arroz doce caía bem. (mas é necessário ferver o leite e o arroz ao mesmo tempo? não sei se me concentro...)

Alien8 disse...

Arabica,

Aiiiiiiiiiiii! És benfiquista? Ó diabo, eu pensei que eras do Sporting!!!

Sendo assim, o sentido de humor é um facto :))))

Um bom resto de domingo de Páscoa.

Ao resto, respondo no local próprio.

Um beijo.

Alien8 disse...

Teresa,

Um folar de feira? Ahahahahahah! Mas que rica Páscoa nos arranjas! Concentra-te, concentra-te, que o arroz sai bem! :)))

Bom domingo.

Teresa Durães disse...

Não é uma feira foleira, ãh? Mais um chouriço e a bifana no pão? E por caminho compra-se dvd's piratas aos ciganos que os têm escondidos debaixo da roupa. Azeitonas, a fruta acabadinha de apanhar (pensa-se, vai-se lá confirmar!). E antes de vir embora, dá-se a volta pelas tendas e espreita-se os chinelos cheios de cores garridas a gritarem para os levarem.

(estarei em tempo de gente da aldeia? ainda vou dançar a vira até às tantas!)

Sim, o vira, adivinhe-se de onde é a minha família. Claro que é segredo, declararia lá eu que tenho costela minhota? Nunca!, nunca tal sairia dos meus lábios (lisboetas).

Mas temos páscoa à moda saloia ou requintes citadinos que não honram tradições?

(e o padre já vem meio bêbedo, a família reunida à espera da cruz para beijar, as flores na entrada a dar as boas vindas, todos com roupas domingueiras e na televisão os eternos filmes a matarem o cristo)

- Epá que é ateia!

(eu disse isso com a minha expressão lisboeta???)

Pelo menos há cabrito (será nesta altura?) e a canalhada já anda com os enormes rebuçados de caramelo a pedinchar as amendoas (os coelhos são para se matarem à paulada e comerem)

- Ó Jaquim, quantas bezes tenho de ter dizer para não te emporcalhes todo? Bê lá no que te metes que o senhor padre está a chegar

(e estava, meio cá, meio lá, mas soube fazer o sinal da cruz enquanto o puto que leva o incenso soltava gargalhadinhas)

Os doces de abóbora e cenoura (ai, quem me dera não ser lisboeta!), os conventuais carregados de doce de ovos (isto engorda e faz mal ao colestrol, mas sabem bem, lá isso sabem).

E no domingo à tarde é vê-los a regressar de volta à cidade onde passaram horas nas filas de trânsito, a refilarem com tudo!

Pois, santa páscoa por essas bandas que a minha foi como eu gosto: nada de padres, nada de família (a alargada), somente os filhos e cães (que estam a ladrar aos teus gatos (se não têm cautela...)), o jantar roubado pela cadela e uma mãe a bufar e a ir procurar outra coisa que se coma (aqui devia ter ficado caladinha e não dizer mal dos santos cães que são tão bons bichinhos)

Um bom jantar (melhor do que o meu na barriga de canídeos)

Alien8 disse...

Teresa,

Sou um fulano atento (eheh!), por isso lembro-me de ter lido vários textos teus que "denunciavam" claramente as tuas origens minhotas :)))

A tua Páscoa foi como a minha, substituindo os cães pelos gatos, mas com cabrito (é agora, pois!) e sem roubo de jantar (por enquanto... que nós tapámos o que sobrou...).

O padre já bêbado não tem culpa nenhuma. Afinal, na minha meninice, que não foi passada no Minho - sou de outra região, mas lá também há aldeias... - o pobre do padre não podia recusar o vinhito, senão os fiéis levavam a mal.... então ele bebe um copo em casa do Jaquim e na minha recusa?

Eu gosto dessas feiras que tão bem descreveste. Não as frequento muito, mas gosto, e já lá comprei coisas interessantes, confesso. E então quando o vendedor diz qualquer coisa como "Se não ficar satisfeito com o que leva, é só reclamar, também temos loja na Avenida da Liberdade!"... é de morrer a rir.

Lamento pelo teu jantar...por estas bandas, quem bufa são os gatos eheheh!

Um bom resto de Páscoa, tal como a queres.

Arabica disse...

Alien,


obrigada!!!!! :)


E a resposta ficou lá.


A contrário do jantar da Teresa ;))



Ãoão :)


miaaaauuuu :))


Bom apetite!

Alien8 disse...

Arabica,

De nada!!!

Isto é o Fungagá da Bicharada :)))

Bom apetite também para ti... para uma eventual ceia que nenhum bicho roubou...:)

legivel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
legivel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
legivel disse...

... pelos vistos da ementa não sobrou nada que as faladuras já divagam sobre o passado fresco de uma Páscoa que já era.

Arábica:
Só podias trazer vinho tinto que o verde não te vai ao feitio...

Teresa:
Nem parece teu. Não precisas de te concentrar: ferves o leite num dos bicos do fogão e, em simultâneo, ferves o arroz no bico duma... ave.

Teresa Durães disse...

ora ora, Legível, dois bicos (de lacre?), onde vou enfiar essa passarada? Se for na gaiola o arroz não consegue deslocar-se até lá e as sementes não ficam bem no doce. E há sempre o perigo do açucar voar pela janela.

Lizzie disse...

Así que a académica ganhou...então muitos parabéns que aqui só se fala do Oporto, do Esportingue e do Benfica del Quique.

O portátil foi ao Pedro do 1º esquerdo que é desenhador de luzes de profissão e amador de informática e das explicações que me deu só percebi que esta coisa é muito velha e eu disse-lhe que se fosse nova também não me tinham deixado trazê-la ao que ele respondeu que pois vê-se logo que até tem a "partilha" cheia. Não sei se correspode a uma espécie de barriga e também não perguntei para me dar ao respeito e não fazer figuras ignorantes ainda mais tristes.

A Consuelo só conhecia os temperos colombianos para o frango na brasa (agora já percebo porque é que o bicho tem tanto sucesso...) e passou a conhecer o angolano: como basca que é, pegou em si e foi até Alvalade comprar condimentos e agora não se cala com o "gindongo", é assim que ela diz (o g transformado em r) e não sei se está certo.
Encheu o balcão da esturricada ave e foi um ver se te avias na espanholada clientela. Teve muitas encomendas, nomeadamente nossas, para take away.

Neste momento estou a beber chá verde e a petiscar uma espécie de pão que leva um recheio de frutos silvestres, muita canela e açucar escuro de cana e que depois é dobrado e vai ao forno. Parece um guardanapo de papel reciclado. Foi o Romero que preparou.
Estou proíbida de comer tal engordativa coisa (já me bastam os churros), mas roubei. Ninguém viu nem está a ver. O Romero, desde que cumplice, é discreto. Quando não é tido nem achado nas deliquências é uma língua de trapos, pior que os programas cor de rosa da antena3 ou da tele5.
Ai mas o que vale é que nunca tem o sorriso com covinhas do Zapatero...nem os trejeitos de torcicolo do ministro da economia.

O almoço vai ser tiras de sépia (choco) em tomatada e creme de espargos. É melhor comer simples fruta à sobremesa.

Abraços mesmo para quem é do Benfica, do Porto ou da Académica e/ou come bichinhos da minha estimaçom, carago.

Teresa Durães disse...

A propósito de fungágá, não é este um dos tópicos melhores para se falar? De cães, claro, esses gatos desaparecem e é difícil encaixá-los na história.

P.S o jantar alternativo estava bastante bom

Arabica disse...

:) Com tuas licenças Alien,

(pára a música)

Oh exmo senhor Legível, pois fique sabendo que o "Verde" é o único capaz de me fazer ultrapassar os limites, é o único capaz de me por alegremente corada, emocionada, eufórica, ai!!!! Berdinho meu Berdinho!!!! Na malga, no copo ou em caneca! Especialmente a casta "Alvarinho" (que perdição!!)

-não sei se faço bem em confessar em público as minhas grandes tentações, mas seja o que Deus quiser ;)

(J.J. podes voltar :) )


Lizzie, se algum iluminado lê o teu comentario ainda vai a correr para Madrid abrir uma sucursal dos frangos de moscavide :)

Acertaste mais uma vez em cheio Alien, tive um serão e peras! :)
Aliás,sem peras mas com croissants quentinhos, rechados de salsichas isidoro e com mostarda e ketchup (uma espécie de francesinhos improvisados a correr, por não me apetecer estar ao fogão feita gata borralheira).

Uma gata borralheira no fungágá da bicharada cai bem, não cai?





Beijos e queijos :))

legivel disse...

Teresa

Faz o arroz como quiseres seja fervido no bico de lacre ou nos de papapgaios.
Depois não te queixes que o arroz ´tá cru
´tá cru deixá-lo cozer
a panela ao lume
e eu a correr


para a Dona Arábica das Arábias:

Não é desse Alvarinho. É do Verde Alvaláxia que eu te estou a falar. Por sinal o Alvarinho também é dos meus amores, não sei é se é do Quique Flores. E antes que me esqueça

Allien:
Parabéns! Ah grande Académica. Em Alvalade, vinte mil sportinguistas premiaram com uma longa ovação o golo dos "capas negras". Eu seja ceguinho se não foi assim

o de q e xei s ocu s?

mar disse...

Oh! meus deuses, o que aqui vai de iguarias e coisas boas :)

Espero q tenhas passado uma boa Páscoa

Bjs

Arabica disse...

Continuando com suas licenças, Alien, industrial do mar :)

Legível,


quando a Académica marcar um golo em Alvalade e quando vos ganhar em campo, estou para ver o vosso desportivismo :)


Seria inédito se acontecesse uma ovação igual :)


Quem sabe os Benfiquistas bem humorados como eu, encham o Alvaláxia para verem esse jogo :))


Oh faz favor, Suzete, traga-me duas malgas de verde, para beber aqui com o meu amigo :)


Beijinhos e sorrisos :)

élis/lizzie disse...

Sr Alien
agora que acordei da sesta, ilegitima e culposa, pergunto-me, embora tal me exija um certo esforço de raciocínio, se quando chega a casa cheio de fome, também bota assim um aventalinho, para fazer, nem que seja, bolos na caneca via tecnologia de micro ondas.

E com a sua licença, com ou sem avental, deixe-me dizer a Xô Dona Arábica, que o referido frango acima não teve origem nos frangos de Moscavide mas sim em área contígua à Praça do Chile.
Tal dama Consuelo,a basca,conseguiu, apesar do seu linguajar castelhano, sacar a receita a cozinheiro muito bronzeado de nascença.

Vou-me embora que já nem sei se estou viva ou morta.
Seja qual for o meu estado, estou a afiar o dente para uns cogumelos e uns boquerones salteados, que uma visita regular lá de casa, professora, bailaora e modelo, faz como ninguém.
Não desfazendo nos seus dotes alienegeras, claro.

E porque coño é que saltaram de contentamento os sportinguistas à vista de vitória dos capas negras. Cantou Amália como no filme do mesmo nome?

Por aqui diz-se mal de um tal de Ronaldo. Conversa inversamente proporcional a um chamado Figo.

Arabica disse...

XÕ Dona Lizzie,

Os sportinguistas xaltaram de felixidade porque para eles a felixidade maxima mais coisa menos coisa, não é bem o Xporting ganhar, é o Exbenfica perder, coño!! :)

Ainda para mais depois de terem sido roubados (e até tinham razão nas queixas, segundo confissão do arbitro à posteriori).

Diz-se bem por aí.
E mais não preciso de dizer que também já há muito sou da mesma opinião.

Mas isto dos futebois são mercados muito flutuantes...vai não vai, perde-se tudo na bolsa :)), mais seguros é falar de paparoca :))


...eu sei de onde veio receita de Consuelo, li em comentário anterior, das delícias que um frango no churrasco ainda pode suscitar! :)

Era mesmo para criar concorrência :))


Ai esses petiscos de ganhar água na boca! Eu, sem avental, hoje estou numa de bacalhau com natas, por encomenda da filha.


E vou-me...

Arabica disse...

Errata : mais seguro ;)

Alien8 disse...

Legível,

Bem observado (o dirigido à Teresa) e obrigado pelos parabéns. Não sei se ouve ovação, mas não me custa a crer...

Alien8 disse...

Teresa,

Mas que grande confusão por aí vai! Tanta passarada, e comoda nem a vejo... mas está bem, safou-se o jantar alternativo :)

Alien8 disse...

Lizzie,

Acho inacreditável ninguém se ter lembrado ainda em Espanha do frango de churrasco com gindungo (acho que é assim), ou seja, à maneira africana nham nham! Assim, a Consuelo foi esperta e beneficiou largamente a clientela (e a si mesma, está visto). Mas não deixo de dar razão à Arabica sobre a tal franchising, seja de Moscavide ou da Praça do Chile... :)

A Académica agradece os parabéns, e eu também.

E é sempre agradável ver essas descrições de petiscos vários e avulsos, mais ou menos fora do meu alcance - não me refiro ao frango, está bem de ver... :)

Ah, quanto ao portátil, o Pedro disse "a partilha" ou " a partição"? Em qualquer dos casos, isso quer dizer que tens o portátil cheio de tralha. Para além de estar velhote, como estava o meu, que agora, tadinho, nem mexe. Desktops é o que está a dar (Aqueles de secretária, que a gente não tem que levar de um lado para o outro...) :)

Alien8 disse...

Arabica,

Antes de mais: O Benfica foi roubado??? Eu vi o jogo, e não foi isso que concluí. Vi que o Benfica jogou bem, teve muito azar e merecia, sem dúvida, ter ganho. Mas não aconteceu, e pronto. Quanto ao "roubo", não vou entrar em pormenores, mas, já agora, será que o árbitro também admitiu que se enganou ao expulsar muito, muito mal, um jogador da Académica, quando faltavam 27 minutos para o jogo acabar? Enfim, são coisas do futebol... Tendo benfiquistas na família, e considerando que a Académica não precisava dos pontos para se aguentar na primeira Liga, até lamento que o Benfica tenha perdido assim o título. Mas a verdade é que já lá não ia chegar, fosse como fosse, porque o campeonato está entregue ao F. C. Porto, que é, sem dúvida, a melhor equipa. Penso eu de que...

Mas deixemos isso. Regozijo-me pelo teu serão e pelo teu bom humor, e vamos lá beber um verdito à tua, que eu também o aprecio - em particular esse mesmo que referiste.

E... bacalhau com natas? Uau! Também quero! (Estão a matar-me com petiscos, coño!)

Arabica disse...

Não, Alien, está mal descrita a situação (é o que faz cozinhar e andar por aqui): O Sporting foi "roubado"(que nem sequer é o termo certo) pelo Benfica, quando há algumas jornadas atrás, jogaram! Lembras-te?

Quando o arbitro depois confrmou o seu erro.

Não fora esse erro e o Sporting tinha ganho ao Benfica.

Era a esse jogo que eu me referia.

Arabica disse...

Alien, nem sequer vi o jogo com a Académica, soube o resultado pelo jornal da Sic, ando afastada desses relvados, e relativamente a futebol, sei que o Benfica tem vindo a piorar, ao contrário do Sporting.

Estava a tentar explicar à Lizzie a alegria dos sportinguistas, que compreendo perfeitamnte bem.

Um dos meus genros é do Sporting.
A minha neta ainda é Tutti Fruti :).

Alien8 disse...

Mar,

Foi boa, obrigado, e a tua? Espero que também tenha sido!

Quanto às iguarias, bem vês que a culpa não é só minha...:)

Beijinho.

Alien8 disse...

Senhora de élis/lizzie,

Pois... que remédio... mas são coisas simples e sem avental. Sem rede :)

Devo admitir que não sou apreciador do bolo da caneca. Publiquei aqui a receita porque há muita gente que gosta, e é simples e rapidíssimo de fazer. Cá em casa há 3 especialistas no bolinho.

Cogumelos e boquerones. Só me faltava isso :)))

Acerca do saltar de alegria, os sportinguistas beneficiaram porque o Benfica perdeu pontos e já lá não vai (ao título). É triste, mas os encarnados fariam o mesmo se fosse o Sporting a perder...

É a vida... :)

(E pensar eu que brinquei com a Arabica por julgar que era sportinguista. Estou roído de arrependimento. A sério.)

Verde que te quiero verde! Refiro-me ao viño, coño! (esta expressão está a ficar muito na moda por estas bandas! :)

Arabica disse...

Ai Alien, felizmente o bacalhau saiu melhor que o comentário! :)

Gosto mesmo muito dessa casta especifica.

É engraçado, mas é o único vinho que me apetece sempre repetir. E repetir. E repetir. :)


Vamos lá beber mais uma à vitória do Académica e à alegria dos povos! :)

Alien8 disse...

Arabica,

Desculpa, entendi mal. Lembro-me desse jogo, e de o árbitro ter admitido que se enganou. Enganou-se mesmo, mas roubar é outra coisa, concordo inteiramente contigo.

Essa tua linda neta... poderá eventualmente ser influenciada? Os clubes grandes não precisam de mais adeptos... A Académica é um clube pequeno, em que o capitão da equipa de futebol é capaz de dizer, em entrevista em directo na TV: "As palavras que proferi naquela entrevista (a um jornal desportivo) foram descontextualizadas."!!! É bioquímico e está fazer o mestrado. E joga muito bem futebol. Não que eu seja elitista, mas há que admitir que é original e quase único. É diferente. E há lá mais alguns... A tua linda neta, portanto, não poderá caír para os lados da "Briosa"? :)))))

Arabica disse...

Da Académica :)

Alien8 disse...

Pode? :)

Arabica disse...

Alien, apresentado assim, nesses parametros...quem ainda muda de clube é a avó ;))

Fora de brincadeiras, tenho vindo a achar alguma graça à gaiata, que tendo uma mãe benfiquista e um pai sportinguista e não querendo "desiludir" nenhum dos dois, vai sendo de ambos os clubes, conforme o jogo que dá no ecran...


Claro que seria sempre um privilégio ter uma neta da "Briosa" :)

Alien8 disse...

Ahhhh, mas tu és muito simpática :)))
E a tua neta faz-me lembrar alguém, cujo avô, benfiquista de gema, o puxava para o Benfica, e cujo pai, academista impenitente, o tentava levar para a "Briosa". E não é que conseguiu? :) Mas a escolha não foi nada fácil! Que o diga o meu irmão, incondicional do Benfica (incondicional é maneira de dizer, que ele também tem sentido crítico).

Arabica disse...

Devem existir imensos filhos/as e netos/as por esse mundo fora, que atravessaram essas dúvidas terríveis na escolha do clube!

E há quem fique com dois clubes no coração, o das origens e depois um daqueles, dos chamados dos "grandes"...

Comigo foi linear: toda a família era do Benfica, com excepção de um tio avô que eu adorava, que era do Sporting. Sempre assisti à mais pura e sã convivência futebolistica, entre eles. Brincavam imenso um com o outro.
No Natal, além do presente, presente, o meu pai oferecia-lhe uma fotografia minha, marcando com os dedos de ambas as mãos, o resultado do ultimo Benfica-Sporting. :)

Talvez venha daí o meu bom humor, a minha forma pacifica de estar.

Arrepiam-me, as agressividades, a violência entre clubes.

Mas isso já tu deves saber :)

Alien8 disse...

Claro que sei :)

Para agravar as coisas, o meu Pai costumava dizer: "O Sporting é o meu devaneio, a Académica é a minha paixão". E pronto! :)

Arabica disse...

:))

É isso mesmo.


O Penedo da Saudade e as Capas Negras falaram mais alto e mais dentro! :)

Arabica disse...

Já agora, és do tempo de um café em Coimbra, chamado o Mandarim?

Anônimo disse...

Já experimentava...Lololol...

Abraço.


Spartakus.

Lizzie disse...

Que eu me lembre quase toda a família era do Belenenses! Outros eram do que ganhava.
Conta a minha mãe que eu, um dia, muito pequena, me sentei com as mãos encaixadas nas axilas e declarei que era do Sporting. Porquê? Porque sim!
A avó disse que tal determinação sem justificações era mau sinal.
O primo mais próximo declarou do mesmo modo que era do Benfica. Enrolámo-nos, como de costume, à pancada.
A avó aventou a dramática hipótese de casa de correcção na adolescência. Era de temperamento trágico.
Também havia pancada por causa das bolas de Berlim e dos bolos de arroz da pastelaria Roma. Por causa das bicicletas, a violência estendia-se por toda a freguesia de Alvalade. Lucrava a farmácia com a venda de mercúriocromo e água oxigenada.
Foi a minha primeira maquilhagem.
O meu primo aprendeu a abrir tanto as goelas que se transformou em cantor lírico. Nunca houve ais como os dele.

Além do portátil ser velho, Alien, está ligado ao meu fixo, de onde costumo botar escritura, e a mais dois. As coisas de interesse laboral vão para a partilha. Neste momento já vi que, desde ontem, já meteram cá mais coisas.Coitadinho dele e de mim.
É só clicar, botar um código, e vai tudo para a tal "partilha".
Ontem fiz uma coisa de serviço aqui. Partilha, e apareceu a pasta no de uma colega.
Que eu saiba só a tal partilha é que tem um código comum. De resto, cada qual tem os seus.

O que não tem códigos foram os petiscos de ontem à noite comidos logo ali na cozinha, valha-me Santa Guadalupe, que bem que o frango da Consuelo liga com os cogumelos, com o salteado de lulas e pimentos, com o queijo picante de ovelha, com as agulleras (não sei como se diz em português) com os picos de anchova, com....


...abraço

prof disse...

Caro Alien, falou-se, por aqui, de uma receita que é o meu ex libris: frango na púcara. Modéstia à parte, acho que o meu é de comer e chorar por mais. Para dar uma ideia, posso dizer que leva tâmaras, canela, mel e erva doce... Um dia destes faço e convido-vos.
Quanto à relação entre o anho e a JJ, julgo que descobri. É só o tempo de colocar no youtube, já cá volto com o meu palpite :-)

prof disse...

Cá está. Não tive tempo de ensaiar, mas já dá para ter uma ideia. Foi nesta composição anónima, «Anho à S. Joplin», que JJ se inspirou, consta...

Arabica disse...

Está o máximo, Prof :))


Anho à viola, uma receita a não esquecer :)

Arabica disse...

Lizzie,

nunca hei-de levar a tua bicicleta, juro!

:)

Alien8 disse...

Arabica,

Curiosa, a tua pergunta sobre o Mandarim... :)

Tenho publicado uns textos com o título genérico de "FRAGMENTOS: Cafés e afins por onde passei, convenientemente suspensos no tempo e no espaço para que possa visitá-los quando me apetecer."

Podes encontrar alguns na etiqueta "Prosa" (Já deves tê-los lido...), mas o Mandarim ainda não está lá. Está meio escrito, porque o texto se refere também a outros cafés e afins - juntei vários que de alguma forma estão ligados na minha memória.

Obviamente, sou do tempo e fui cliente assíduo do Mandarim, tanto do Café como do Snack-bar, ou seja, o balcão onde muitas vezes almocei e jantei. :))

Alien8 disse...

Spartakus,

Dá-lhe, carago!

Um abraço.

Alien8 disse...

Lizzie,

Já vi que a vossa família era exemplar :)))

Coitado do primo, cantor à força... :)))))

Pergunto-me que penas passaria um certo pato no meio da pancadaria...!

"A avó disse que tal determinação sem justificações era mau sinal." - Senhora avisada...

"A avó aventou a dramática hipótese de casa de correcção na adolescência. Era de temperamento trágico." - Decididamente, avisada e realista :)

Já me fizeste rir bastante, para variar.

Quanto ao portátil, isso da partilha já vi o que é, e tu também, acho. Costumo chamar-lhe "share", que tem mais "finesse". "Shared documents", não é bonito? :)) Coisas do trabalho... só faz mal aos pobres dos computadores.

Olha, não faço a mínima ideia do que sejam "agulleras", e o Google não ajudou nada...

Tem cuidado com os petiscos, Lizzie, tu bem sabes que não podes abusar :)))

Ah, e leva lá a bicicleta!!! :)

Alien8 disse...

Prof,

Deve ser espectacular, esse frango na púcara a la modéstia à parte! :)

E pronto, está descoberta a relação que a Teresa tanto procurava! E de que maneira! Composição e interpretação anónima, pois claro, e só tenho pena de não conseguir perceber a letra toda, para me rir ainda mais!!!!!

Talvez queira ter a bondade de a colocar aqui...?

Dou os parabéns à pessoa anónima pela ideia, pelo título (!), pela letra (na parte que percebi) e pela execução! Ensaios para quê...?

Uma maravilha, mais nada!

Alien8 disse...

Prof,

Ok, agora percebi bem a letra :)))
Já está aqui, afinal... Por isso, os parabéns pela letra vão para o Chef Loureiro, mas a intérprete anónima recebe os louros (Loureiro, louros, é só tempero!!!) pela forma como a encaixou na música... e recebe um merecido link na Zona de Concentração!

Arabica disse...

Alien,

o Café Mandarim, faz parte de uma minha grande cruzada pelas ruas de Coimbra. Encontrá-lo sem saber onde era e sem bussola, foi uma aventura! :)

Só lá estive uma vez, num fim de tarde, ao lusco fusco. Teria os meus 15 anos. Era numa rua a subir ou já é memória a trair-me?

Era o café onde uma amiga passava grande parte do seu dia (estudava, jantava, bebia café e escrevia cartas).

Um dia mudou-se.
Saiu. Evaporou-se.
As cartas começaram a vir todas devolvidas (as minhas e as de outras raparigas do grupo).

Ainda assim, passado um ano, na primeira oportunidade que tivemos, deixamos pais, mães e carros estacionados ali perto do Portugal dos Pequeninos e fomos a pé, em busca do Mandarim.

Claro que não a encontramos nem conseguimos saber do seu paradeiro.

Ainda hoje me pergunto onde andará a Sofia, estudante de medicina em 74, residente numa república feminina.

Dei o seu nome à minha primeira filha.

E nunca mais esqueci o Mandarim.

O café do não encontro...

Beijos

prof disse...

tsc, tsc... eu deveria ter ensaiado - nomeadamente a dicção...
:-(
obrigada pela concentração
:-)

Lizzie disse...

Pronto, já cá estou!
Fica o fígado em repouso de petiscos bem acompanhados, que toda a gente sabe que um bom copo de vinho auxilia a digestão.

O pior é o jet lag...da sesta e das noitadas. Vou ficar com os pensamentos olheirentos. Onde é que já se viu tal coisa...


Las agulleras, Alien Verdito Mío, são uma espécie de lombrigas grandes, só em aspecto, típicas da zona de Madrid. Constam do esfarrapar de um peixe, ou seja das fibras muito brancas do dito,repousadas em vinagre e ervas durante um longo período, assim tipo pickle.
O peixe é caríssimo e é preciso técnica apurada para o desfiar. O resultado é que não é coisa que se coma todos os dias. Só há em lojas gourmet e em restaurantes. Cada pratinho custa 10 doses de bacalhau com batatas ou 20 frangos assados.
O aspecto é absolutamente nojento. Não se devem mastigar mas sim, deixar dissolver na boca. Deve acompanhar com champanhe seco ou vinho branco.

É petisco parecido com as democráticas anguilas, de aspecto igualmente parasitário,mas de composto parecido às "delícias do mar". Também avinagradas e boas com queijo manchego. Aceitam vinho de pipa, cerveja, imperial,mini.

Alien, nunca bati no pato!

As pancadas eram por causa das corridas de bicicleta. Quem fazia batota comia. A ética aprende-se cedo.

Quanto á senhora "avisada e realista", e já agora..., deixa-me ter um bocadinho que já ficas a saber mais:))

Abraços para os dois.

Alien8 disse...

Arabica,

Ahah! Mudança de imagem! E está muito bem, esse olho clínico :)

Quanto ao Mandarim, respondi por outra via. E um dia destes conto (acabo) uma história, de que já te falei...

Um abraço.

Alien8 disse...

Prof,

A concentração é merecidíssima!
A dicção está OK, eu é que ando a ouvir mal :)

Alien8 disse...

Lizzie,

Não sei porquê, mas pensei mesmo que as agulleras fossem uma espécie de angulas! Afinal são mesmo uma "espécie", mas aristocara :)

Das plebeias não sou fã. Das outras, hmmm, não me parece, mas não há nada como experimentar... Não te preocupes com o preço, traz uma boa quantidade que eu pago com multibanco :)))

Quanto ao pato: nunca, mas nunca, me passou pela ideia que batesses no teu brinquedo de estimação. Isso não! Mas calculei, porventura mal, que, num acesso de desorientação, e no meio da pancadaria, o pudesses, sei lá, ter arremessado à cara daquele teu primo lírico... em legítima defesa, obviamente :)

Esperarei pela Senhora.

Um abraço de ambos para ti.

Arabica disse...

:) Alien, este olho clinico já não vos visita sem lente de auxilio imediato :)

Fico à espera da história do Mandarim, à espera do Pé de Vento que não chegou a acontecer, (sempre adiado no tempo, que sina!!) e no entretanto, deixo-vos uma sopita de feijão carrapato (feijão verde, tendo em conta as diferenças linguisticas das regiões), para ajudar nesta fase de ressaca gastronómica, de jet lag om penamentos olheirentos,
de subidas demoradas no tempo das memórias.

A acompanhar com umas folhas de hortelã, a gosto da minha mãe:)


Por outra via também já te agradeci e voltei a subir :)

Um beijo

Arabica disse...

Quanto ao Alvarinho da MJF eu rondei-o desde o início.
Acreditei que se não fora posto logo sobre a mesa, era porque tinha sido logo bebido, em forma de consumo interno :)

Arabica disse...

Alien e ainda, a propósito de Coimbra, da Académica, da "Briosa", do Penedo, do Mandarim, julgo que nunca te disse, mas parte da minha herança genética, vem daqui:

http://www.junta-serpins.pt/jfs.htm


E o apelido que conheces, também:)

élis/lizzie disse...

Alien (e, Lola, suponho que deve achar graça à ciência e também a deve saber:):

apesar da preguiça agravada pelo maldito jet lag que talvez seja curado pela sopa da Arábica e do Alvarinho, respondi-te lá, descrevendo-te o que me lembro ter aprendido ultimamente em relação à guerra entre santas:))

Abraços

Alien8 disse...

Arabica,

Para já, obrigado pela sopinha, embora não veja a receita...

O Alvarinho foi mesmo esquecido, apesar de ter havido quem muito tivesse falado nele! :) Imperdoável!

Prometo concluir a história o mais depressa possível... e o resto será, espero, em breve.

Estive lá no site, a ver o mapa e tudo. Fiz algumas vezes aquela estrada, e seguramente passei pela terra, mas não me lembro se cheguei a parar. Mas é curioso... digo eu do alto dos meus óculos de leitura:)

Beijos.

Alien8 disse...

élis/lizzie,

E já lá fui ver a resposta, pois... :)

Não disse foi nada.

Ainda.

Um beijo.