Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

21 de dez de 2011

UPDATE AO POST ANTERIOR:

Os livros chegam amanhã, pelo que já posso aceitar encomendas. E-mail: mario.domingos@netcabo.pt

18 comentários:

Maria disse...

Segue mail dentro de momentos...

:)

Justine disse...

Já te contacto por mail:)))

Anônimo disse...

pôxa mocinho que a coisa promete... ah ah ah vou ser primas!
as outras sigas, trigas e por aí fora.

"ana ina não
ficas tu eu não
sapatinho de borracha
meínha de lã"
ou
"estava em cima dum piano um anãozinho
de que cor estava
vestidinho?"
bjinho da bettips

Teresa Durães disse...

bom Natal para ti e família!

Alien8 disse...

Mails recebidos, risos incontidos, bom Natal para a Teresa e para todos os visitantes desta nave espacial :)

wind disse...

Vou já enviar email:)
Desejo-te um Bom Natal e para a Lola Também:)
Beijos

Alien David Sousa disse...

Mano necessito da tua ajuda, sorry por ter comentado aqui mas tens de ir ao meu blog.
Beijnhos alienígenas

bettips disse...

Olhe menino Marito, deixe-se lá de andar nas nuvens espaciais e aponha aqui o seu pézinho: ou seja, coloque o seu vídeo da 2ª apresentação, pls.

(tenho um bocado de "azar" ao face... isto aqui é um jardim - por lá um bocadito selvático...)
Bjinhos a dois

bettips disse...

O livro? ando a lê-lo, muito devagar. Tem que ser assim. Eu explico: dei-lhe uma volta, algumas coisas reconheci como se as tivesse visto e pensado. Sei que alguns andavam "por aqui e ali"e já os tinha lido: ali no papel eu tocava-os, eles tocavam-me. Comecei a ler e deu-me um nó, que ficou atado precisamente no "Nem".
E penso: tenho de ler isto de vez em quando e voltar ao princípio porque me é sempre novo.
É assim, Mário, tout court.

bettips disse...

Mais uma coisa tola minha: há uns anos, levava sempre algum pequeno livro de poemas para a praia. E ia pela areia ou rochas lendo alto. Era Maio ou Setembro.

Assim é que, no espaço entre o mar e mim, fica a poesia.

Alien David Sousa disse...

Mano, um grande Obrigada! Nunca falhas!!!!!
kisses alienígenas

wind disse...

Que se passa?
Li no Blogato e na Lola queo Alien faleceu!
Estou chocada!
Alguém sabe alguma coisa?
Por favor?

Alien David Sousa disse...

Mano, fico feliz por ti e pelo livro mas...já tenho saudades de uns textos aqui no blog :(
Beijinhos

Alien David Sousa disse...

Mano, podes-me dizer no guest-book assinalando PRIVADO o que aconteceu à minha querida lola?
Beijinhos

Alien David Sousa disse...

Mano, nunca te esquecerei.
Beijos aonde quer que estejas

Alien David Sousa disse...

Hoje pensei em ti :(

Alien David Sousa disse...

Miss you

Alien David Sousa disse...

Estamos em 2013, MISS YOU BROTHER!! :( Ficaste no meu coração. Sei que nunca mais me vais responder mas - pode ser loucura - gosto de vir até aqui só para ver o teu avantar e sentir que ainda estás por cá.