Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

2 de mai de 2006

Prato do dia - Bacalhau com broa

Hoje estou mais virado para a política gastronómica. Sempre a defender que o que é nacional é bom, lembrei-me de um exemplo que é capaz de não sofrer grande contestação. Afinal de contas, bacalhau com broa e migas é um conforto para os olhos e para o estômago (dos que podem...). Para os mais glutões, recomendam-se batatas assadas a murro como acompanhamento, que o prato até é levezinho. Ah, e bastante azeite, para manter a célebre dieta mediterrânica.





Ingredientes:
2 lombos grandes de bacalhau demolhado
1 kg de miolo de broa
7 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de banha
2 copos de vinho branco
1 cebola
1 folha de louro
2 dentes de alho
1 colher de sobremesa de colorau
sal e pimenta


Preparação:
Colocam-se os lombos de bacalhau demolhado numa assadeira. Junta-se 1 copo de vinho, 2 colheres de sopa de azeite, louro e pimenta.
Leva-se ao forno quente e deixa-se tostar.
Numa tigela faz-se uma pasta com o restante vinho, o miolo de broa esmigalhado, a banha, os alhos picados, o colorau e o resto do azeite.
Tempera-se com sal e pimenta e barram-se, com esta pasta, os lombos de bacalhau.
Colocam-se de novo no forno até ganhar cor.


(Receita tirada daqui)


Bom apetite!

31 comentários:

wind disse...

Bem, que bom, posso servir-me de um bocadinho?:)))) Adoro bacalhau de qualquer maneira e esse está com um aspecto deliciosoooooooooooooooo:-) beijos

Alien8 disse...

Wind,
Mas claro, é para isso que aí está. Virtualmente, o que é pena... :)
Um beijo.

maloud disse...

Alien
Faça um blog de culinária. A Tasca da Elvira foi já citada e elogiada no El Pais. Acho que ela ainda não deu a receita do bacalhau com broa. Eu adoro.

oalcoviteiro disse...

eu num gosto mesmo nada de bacalhau mas comi disto, faz anos, em torres novas, com as ditas batatas...e gostei. b'noite K'mrd Alien, abraço.

Alien8 disse...

Maloud,
Eu também. Agradeço a sugestão... com alguma colaboração, quem sabe?

Alien8 disse...

oalcoviteiro,
Primeiro estranha-se lololol,
Abraço K'mrd

Cristina disse...

bo!, adoro, todos os pratos de bacalhau....olha já fazias o pratinho pós amigos não??? lol

jinhos, ate amanha

Teresa Durães disse...

E que tal uma receita vegetariana para variar? Há 3 semanas que não como carne nem peixe, o meu corpo rejeita...

Lola disse...

Alien
Este bacalahu é delicioso , e ainda por cima ,é muito fácil de fazer...
Na minha terra fazia-se com broa de Avintes e não era acompanhado de batatas, mas com grelos cozidos.

Beijos

Lola

Lola disse...

teresa durães
Sugiro-lhe um vol au vent de legumes gratinados, que é uma delícia e também não é complicado.
Beijos
Lola

Teresa Durães disse...

lola, obrigada mas... vol au vent?...

Parrot disse...

Alien8,

A fama do bacalhau (não me refiro ao Quim Barreiros) já chegou ao "teu planeta"?
lol

Para mim, tudo o que é bacalhau....é bom. O melhor que comi, com broa, foi num restaurante ali para os lados de Pedras Rubras.
Abraço

oalcoviteiro disse...

B'noite e abraço K'mrd.

Pêndulo disse...

Eu também faço bacalhau com broa...ultracongelado eh eh eh

Alien8 disse...

Cristina,
Era menino para o deixar queimar... :))
Beijinhos.

Alien8 disse...

Teresa Durães,
Sou um anti-vegetariano por natureza (!), mas prometo que um dia destes ponho aqui uma receita vegetariana. Com os diabos, não quero que morra à fome! :))

Alien8 disse...

Lola,
Lá terás que me fazer um em breve. Pode ser? Até dispenso as batatas a murro. :))
Beijocas.

Alien8 disse...

Pêndulo,
Modernices, é o que é :)

Alien8 disse...

Parrot,
Ia-te esquecendo, desculpa, amigo. Sabes, então, como este prato é delicioso. Lá para os lados de Pedras Rubras, hem? Quem sabe se já não passei por lá, por esse restaurante. Eu bati razoavelmente bem a zona. Salvo seja :)
Um abraço.

Cila disse...

coisa boa
almoço sim senhor:):)
bj

wind disse...

Bom dia:) beijos

Teresa Durães disse...

Alien8: À fome não morro de certeza a não ser que a economia fique mazinha de todo... :P

É anti-vegetariano? Não gosta de vegetais? :)

maloud disse...

Teresa Durães
Faça uma ratatouille. Eu adoro.

Parrot disse...

Alien8

"O Carlos", no centro de Pedras Rubras. Conheces?
Com broa....um dos melhores que comi ( e ás vezes como).
;-)

Abraço e uma boa noite

Alien8 disse...

Cila,
Que tal? :)
Beijo.

Alien8 disse...

Wind,
Boa noite :)
Beijos

Alien8 disse...

Teresa Durães,
Eu não disse isso. Disse que não alinho em comer só vegetais. Aliás, acabei de jantar uns deliciosos bróculos com queijo derretido e uns peixitos grelhados :)

Alien8 disse...

Maloud,
Também alinho nisso!

Alien8 disse...

Parrot,
Não, nesse acho que nunca estive, que me lembre. Lá virá o dia... :)
Um abraço.

Teresa Durães disse...

Alien8: Pois o meu filho que come também esses cadáveres (lol - estou a brincar, não sou fundamentalista, o meu corpo não está de momento muito entusiasmado com carne e peixe, só isso) nos anos dele cozinhou dois pratos: com peixe e vegetariano :)

Ele gosta de cozinhar, é escoteiro por isso está habituado. Ensino-o, claro e incentivo a indepêndencia cá em casa. A indepêndencia começa na sobrevivência (alimentação, segurança, enfim, essas coisas básicas)

Alien8 disse...

Teresa Durães,
Só agora reparei neste seu comentário. Escapou-me. As minhas desculpas!
Concordo contigo sobre a independência e, portanto, sobre os necessários incentivos. Ah, e não perdi a fome :)