Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

10 de jan de 2009

Pois... 2 - The Sequel

- De modo que agora quem quiser comentar o post anterior tem que o fazer neste, não é?
- Nem mais. Isto não é propriamente a "Neverending Story".
- Cheira-me a grossa baralhada, mas tu lá sabes.
- "Lá" talvez saiba. Agora "cá"...? Bem dizia o MEC em "A Causa das Coisas".
- Ah, sim, a causa das coisas é f.....
- Isso é o amor, pá, o amor!
- Ups! Pois era. É.
- Pois... 2.

(11-01)

- O amor é a causa de muitas coisas, Mar...
- ..............
- Não é?
- ..............
- E também é aquilo que o MEC escreveu. Às vezes.


- Hoje não falas comigo?
- Desculpa, não me apetece. Só quero desejar uma boa semana a este pessoal que me atura. E dizer à Prof que "nozes" agradecemos e retribuímos, embora com irreparável atraso, que o domingo está a acabar.
- E a Arabica, fica sem resposta?
- Fica, hoje fica, que está realmente muito frio lá fora, mesmo sem aspas.
- Também gostava de saber como é que respondias àquela simples perguntinha: "Amor?"
- Eu não disse já que ela era a das perguntas difíceis? Mas leva na mesma os nossos beijos.
- Ora aí está uma bela resposta...
- Pois... 2.

(12-01)

- Tempus fugit, sed fama volat!
- ???
- É só para verem que também sei escrever em línguas estrangeiradas. E para benefício da Arabica, a das...
- Cala-te, pá! Olha que ela já não deve estar a achar graça nenhuma à brincadeira...
- Hmmmm.... no lo credo! E daqui lhe mando já meia dúzia de pastéis de Belém e um jarro de vinho quente. À cautela. Mas que perguntou "onde???", isso perguntou...
- E a Prof? Perguntou alguma coisa?
- Nah! Pôs para lá umas sinalefas, uns pontinhos, e depois sacou de uma citação em catalão! E olha que é pertinente. Até vou repeti-la aqui:

"Aquells que no he estimat,
aquells que ni tan sols he conegut
han de servar de mi la part més pura.
[...]
Miquel Martí i Pol

- Excelente! Por outro lado, falaste de patos e responderam-te com gansos!
- Quem?
- A Teresa, alias Caturra alias Criador. Até já o Criador visita o meu blog! Bem dizia a Arabica que a publicidade...
- É como o amor.
- Nem mais.
- E depois falam-me em línguas esquisitas. A Élis parece que passou dos diálogos bilingues aos trilingues.
- A Lizzie é que passou. Quero dizer, passou-se... Queles vergoñes! Tadinhos dos nens!
- Olha lá, desculpa que te diga, mas és um bocadito estúpido. Então ainda não percebeste que a Élis/Lizzie é uma trindade de duas pessoas?
- E a pomba?
- Hmmm... acho que é um pato. Mas não faz parte da trindade.
- E é santíssima?
- Sim, como quando a gente diz: "Mãe santíssima!..."
- Compreendo.
- Não compreendes nada. Olha a gargalhada do Mocho Falante. Não está mesmo a lembrar-nos de que não passamos de marionetas manipuladas pela autora do romance?
- Boooommm... eu prefiro a ideia do Woody Alien, perdão, Allen, que a trindade ainda há dias escreveu sobre ele.
- Qual das ideias?
- Aquela de não termos existência real, de provavelmente não passarmos do sonho de alguém. "E nesse caso," - concluiu - "paguei demasiado pela alcatifa que comprei ontem!".
- Bem visto. Ainda bem que não tenho ido às compras...
- Sabes que mais? Esta coisada está a ficar parecida com a Conversa da Treta. Não fosse a riqueza dos comentários e já tinhas falido.
- Há pior que a Conversa da Treta, muito pior. Quer-se dizer, há conversas da treta que só servem para enganar os otários, tás a topar?
- Pois...2.

APEDEITE:
"Título Qualquer Serve": Blog visitado e patrocinado pelo Criador.

- Obrigado, Wind, talvez acabe por me lembrar, ou encontrar...
-..................
- Mana AlienDS, é mesmo de família :)
- .................
- Arabica, tiraste-me as palavras da boca!!!
-.................
- Teresa, se tu não sabes... como hei-de eu saber? Afinal, és o Criador, não?
- ...............
- élis/lizzie, essa fome de cenouras é de caír o Carmo e a Trindade. Não sei porque estou a dizer isto... O teu diálogo é apetecível, mas nem por isso te revelarei os meus pa(c)tos secretos. E eu a dar-lhe! Ah, o IRS da transcendência... mas que grande invenção! Vénia! Bilingue, claro.
-................
- Lizzie, he's a distinguished member of another trinity. Try and find out which :)
-................
- Arabica, eu é que me perdi. Filme de fantasmas? Manta? Pintado de fresco? Moi???
E pronto, atingiste-me com um dardo, e tenho que o atirar a todos os meus visitantes, sem excepção. Sou mesmo assim, um mãos largas... :) A propósito, com o dardo vai também a bota.
- ..............

(Dardo Em Pequenas Doses
para quem quiser vê-lo.
Comunicamos nozes
Que é um dardo e um selo.)


Impõe-se um especial agradecimento a todos os participantes nesta charada, ou chachada, conforme os pontos de vista. VEXAS têm cá uma paciência! E agora sim, o post é mesmo Tobi as It is.




39 comentários:

mar disse...

Sendo assim, cá estou eu neste novo post :)

e afinal a causa das coisas é o amor, ou era o amor??!!

Bjs e bom domingo

prof disse...

Eu «cá» desejo um bom domingo pra «voceses»

Arabica disse...

Amor?


ai :) "está tanto frio lá fora"!


beijos para ti e Lola.

Arabica disse...

...com tanta publicidade...da fama já não me livro :)

Teresa Durães disse...

- amor?
- deixa isso para os gansos que o têm para toda a vida. Cá o ser humano não foi feito para o fazer durar muito tempo.
- mas quem és tu que estás a responder?
- ora, sou o criador e sei do que falo.
- e criaste o quê?
- um romance, pois claro, onde as vossas acções são manipuladas tal qual marionetas!

Mocho Falante disse...

eu adoro este tipo de posts....ahahahahahaha

um abraço forte

Lizzie disse...

-malament, est pareila un guión das peliculas des vents a las mones, nenas!
-Élis, quem é esta agora?
-Yo que sé, Lizzie? uma catalana porsupuesto. Mira lo feya que és la tía. Nosotras somos más monas! Quasi tan guapas como lo gatito.
-não virou pato, agora?
-pata eres tú, com tus gafas en punta de tus narizes!Y con tus piés estropiados.chac chac chac
-a causa das coisas é mesmo o amor?
- ya te lo diré despues. Ahora nos llhaman para comer. Vamonos

la la lalalalala
y viva España
la la lalalalala
.....
-um craveiro numa água furtada
cheira bem, cheira a Lisboa
um craveiro a florir na tapada
....

- chi, les nens sont avariádes des mones. Surrealistes des merdes!

Lizzie disse...

- y des porres! No sont comme les catalans y les Aliens. Queles vergoñes!!!!

prof disse...

Aquells que no he estimat,
aquells que ni tan sols he conegut
han de servar de mi la part més pura.
[...]
Miquel Martí i Pol

wind disse...

Gargalhadas, está demais:)))
Infelizmente não te posso ajudar, não conheço o poema que escreveste, ainda pesquisei, mas não consegui nada.
Beijos

Alien David Sousa disse...

LOL

E depois dizem que eu é que me ando a passar da cabeça maninho!Acho que isto é de familia. Adorei.

Beijinhos alienígenas

Arabica disse...

Apalipienpen


Apagrapadepecipidapa pepelopo apepadeipeitepe apatempempapadopo :)

Apa fapamapa ulpultraprassapa opo hopomempem :)

E chega de "línguas esquisitas", passemos à natural ;)


Vénias ao grande Tobias Itis, TI para os amigos, Criador das Divinas Visitas (lembra-te comédia? nem penses!!)


Pois...2. Para voces também.
Ou 10 contando com as restantes personagens sonhadas :)

Teresa Durães disse...

e é por não termos a tal existência real que continuo a caturrar mesmo que não me ouça. Ah! Fantasmas da minha vida que povoam os meus pesadelos!

Arabica disse...

Antes SELO que parece-lo :)


Está no Pequenas Doses, é bonito, leve e justo :)

à tua medida.

Pelo que tanto nos dás.


:)


Beijos

PS-estou para ver como vais descalçar a bota ;)

élis/lizzie disse...

-Élis, acorda!
que raio, só dormes!Tens que dizer ao psiquiatra esse efeito secundário. Já basta a fome de cenouras.
Vê lá tu, criatura exclusivamente castelhana, que temos estado em contacto com a Divindade!!
-Hummmm, lo qué?
-o Criador acabou aqui o sítio ao sétimo dia e se calhar ao oitavo, sem dizer nada às criaturas terrestes, foi criar e.ts para outra freguesia. Por isso é que desde o princípio dos tempos nunca mais apareceu por aqui.
-sí!
- o teu verdito de ojos rojos tem lidação com Ele.Assim uma espécie de mecenato. Paga o blogue dele e tem desconto no IRS da transcendência.
-son que hóras?
-18 aqui, 19 para ti!
-andamos aqui nós a esforçar-nos, e vai o Verde e olha...dá receitas,ceias de natal, pastéis de Belém e toma lá patrocínio, sei lá se por baixo da porta da alma...
-humm, tengo hambre...
- se já nem no ET nem na clareza dos métodos do Criador se pode confiar, o que é que fica. Élis? Élis?
Chega-te para lá que a manta dá para as duas.Se por acaso sonhares com algum deus novo que não seja trágico, diz-me.
Não fiques com a manta só para ti.

Arabica disse...

:-D

Teresa Durães disse...

(ora... não entendo o meu último comentário... que raio queria dizer com aquilo??)

Lizzie disse...

My Dear Outer Space:

You`re a gentleman, for sure, very kind indeed and certanly not a plastic duck.

So tell me, who, in the name of God (old or new), is mister Acrilico Compacto Branco? Is a member of Robbialac or Dirup Family?

I`ve never heard of him!

Your gratefull

Arabica disse...

Perdi-me.


Ainda agora estavas aconchegado numa manta a ver um filme de fantasmas e de repente apareces pintado de fresco?


:))

ainda de verde, esperamos?

Teresa Durães disse...

nem todos os criadores sabem o que criam. Vê lá o exemplo do Deus cristão!

Arabica disse...

Eu ja tinha dito que me tinha perdido nos comentários :) percebeste a língua dos pês ou não é do teu tempo? ;)

:) uma bota com esta chuva nem imaginas a ajuda que é :)


E gosto muito de ver os Dardos de mão em mão; destes, sim, muitos :)


Beijos

Alien8 disse...

Teresa,

E quanto a ti....? :)

Alien8 disse...

Arabica,

É do meu tempo, mas usei-a pouco. No entanto, percebe-se bem, assim escrita :)

Teresa Durães disse...

Ah! não querendo parecer arrogante ou coisa tal, as minhas personagens são sempre bem pensadas e não levam só 7 dias a serem concretizadas. Talvez por isso!

Teresa, aliás, Caturra, aliás, Criadora do Céu, do universo, da Terra e de tudo o que existe (ena!)

Teresa Durães disse...

P.S Piu piu piu

(tradução: sou a maior!)

legivel disse...

Não me livro do atraso
pois sou useiro e vezeiro
mas este post é um caso
do diálogo blogueiro.

Se bem percebi? o enredo
era a caça ao urso pardo
veio o caçador Alfredo
e acertou-lhe c´um dardo.

Não morreu logo o animal
comprou uma carta e um selo
escreveu em letra garrafal
melhor ser urso que parecê-lo.

Depois fez-se o funeral
que calhou a um feriado
estava um dia coiso e tal
e o urso lá foi cremado.

(Tenho cá a uma impressão que afinal o assunto não era este... )

Alien8 disse...

Teresa,

Ou seja, és um Criador lento como o Diabo (salvo seja...), daqueles que acreditam que depressa e bem há pouco quem. Atenção, há pouco, mas há! :)

P.S.: O que é o "ena"?
P.P.S.: "piu piu piu", quanta modéstia! :)
P.P.P.S.: Nem mais um "piu"! :)))

Alien8 disse...

Legível,

De onde saíram o Alfredo e o urso é que eu gostava de saber. Mas, dada a complexidade do post e da sequela, tudo pode ter acontecido, e não serei eu quem o negue...

Entre tantas linguagens, faltavam realmente aqui uns versos. Já cá estão, felizes e oportunos, apesar de já termos fechado a edição.

Um abraço.

legivel disse...

... bem me queria parecer que atirei um tiro ao acaso (risos). Sorte da Caturra que o disparo foi baixo...

abraço.

Arabica disse...

Alien


nock nock!

posso entrar ou devo esperar pela proxima edição? :))

Muito bem lançados os ditos cujos e a bota também :)

Por acaso tenho um gato para sair à rua, em breve, a qem vai dar jeito ter pelo menos uma.


Bom fim de semana para ti e para a Lola.

Beijinhos para os dois.

Alien8 disse...

Legível,

Teve sorte, teve, a Caturra :)

Alien8 disse...

Arabica,

Aqui vai outra bota para o gato, far-lhe-á certamente jeito, que uma só deve ser muito desconfortável :)

Bom fim de semana para ti.

Beijinhos nossos.

Arabica disse...

Alien,

obrigada pela tua visita!


é o "gato-neto" :))

...apanhado na rua, "tadinho", que até fazia impressão de tão magro e de pelo tão esfarelado...ao fim de alguns meses na mão da m/filha, ficou assim: imponente, convencido, arrogante, teimoso, guloso e muito muito sedutor :)

Já não procura o meu colo quando lá vou de visita, mas troco-lhe as voltas, com os mimos gulosos que lhe levo na algibeira e a que não resiste :)) e lá me faz o favor de o deixar afagar...

Cresci com imensos gatos à minha volta, porque uma das m/tias tinha um quintal grande e um coração ainda maior e todos os dias fazia uma panela enorme de "sopas para os gatos"...para os dela e para todos os outros, vadios, que lá iam quando lhes cheirava às "sopas"...

Nas tardes que passava em casa dessa minha tia, as bonecas eram trocadas por gatos e nunca me queixei...de todas as cores, com feitios variáveis, desde os mais amistosos e carentes aos mais assanhados...

Apaixonei-me rapidamente por um que era todo branco e que tinha um olho verde e outro azul...

Enfim, boas memórias :))


Por isso perebo bem a vossa paixão por gatos :)) ai quem me dera ter um quintal :))

Alien8 disse...

Arabica,

Gato-neto, hmmm? Interessante!
Também eu cresci com muitos gatos no quintal, todos presentes à porta das traseiras à hora das refeições...

E também tive um com um olho verde e outro azul!

Geralmente, os mimos não falham. Eles são um "bocadito" interesseiros :)))

Beijinhos!

Emma Larbos disse...

Primeiro pareceu-me que era um post sobre a preguiça e sobre como pôr os outros a fazer o nosso trabalhinho, depois pareceu-me que havia um tema profundo, qualquer coisa sobre as causas do amor ou o que o amor causa, ou coisa assim... mas depois cheguei à conclusão de que era uma sessão espírita e pronto! Percebi porque é que não percebia nada!

Alien8 disse...

Emma Larbos,

Olha que, mesmo a brincar, não andaste longe da verdade. Bem, não sei exactamente se foi uma sessão espírita ou uma sessão de póquer, que também mete muito bluff, mas isso que importa? Foram 2 posts 2 e muito trabalho de cruzamento com os comentários, por isso a preguiçosa intenção inicial saíu-me frustrada.

Mas deu-me bastante gozo ir escrevendo toda aquela trapalhada sem sentido (aparente!)...

Boa semana!

Teresa Durães disse...

A caturra não apareceu aqui mais cedo para se indignar de tal tratamento! Ah! Depois de tantos anos de dedicação a este blog - Zás - pássaro na panela!

Pois piu piu piu - e ainda mais -piu piu

Alien8 disse...

Teresa,


Ehehehehehe! Não fui eu, não fui eu... foi aquele menino!

Piu-piu.

Anônimo disse...

Yes undoubtedly, in some moments I can phrase that I agree with you, but you may be considering other options.
to the article there is stationary a without question as you did in the downgrade delivery of this demand www.google.com/ie?as_q=rapidshare tools 2008 ?
I noticed the utter you have in the offing not used. Or you use the dreary methods of development of the resource. I possess a week and do necheg