Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

20 de mai de 2006

Afinal havia outro...




Nem Queirós, nem Erikson. Fernando Santos, o "engenheiro do penta", é o novo treinador do Benfica. Lá benfiquista é ele. José Veiga continua.





Noutro registo, Manuela Ferreira Leite afirmou, no congresso do PSD, que o que há de errado com o PS é imitar o PSD, colar-se às suas políticas e aos seus princípios. Dá para entender?



Os comerciantes da baixa de Coimbra não aderiram à iniciativa denominada "noite branca", cujo propósito era a divulgação do comércio tradicional e a chamada de atenção para as suas dificuldades, mas principalmente o convívio entre a população, habituada a comprar nas grandes superfícies, e os comerciantes. O público compareceu em massa, houve animação de rua e tudo - mas apenas meia dúzia de lojas permaneceram abertas até às 2 horas da manhã, conforme o previsto. Em tempo de "queima das fitas". Afinal, como é?

24 comentários:

wind disse...

Pelo que li aqui, como é, é que anda tudo doido!
Ainda ontem saí com amigos e falámos disso mesmo, a falta de interesse, a acomodação do próprio povo em relação ao que está a acontecer, ou seja fala-se , mas na prática nada se faz. Vocês riem-se quando escrevo isto, mas para mim, era precisa uma nova revolução de mentalidades, um maio de 68, algo que abanasse este sitema.
beijos

amigona disse...

Bom fim-de-semana...

maloud disse...

Já não tenho pachorra para o comércio tradicional. Aliás, a pouca que tinha perdi-a com a dona Laura, a compére do "só eu sou honesto".

Quanto à MFL tem de dizer alguma coisa, para justificar as sucessivas desautorizações que faz do Marques Mendes. A última foi chamar-lhe demagogo e populista na cena do fecho das maternidades.

maloud disse...

Wind
A menina devia ser muito novinha no Maio de 68, não? É que esse mítico Maio foi feito pelos filhos da burguesia, os outros vieram a reboque, durante aquilo que se chama em França les 30 ans glorieux. Não havia desemprego. Hoje as condições são muito diferentes. Os filhos da burguesia temem a proletarização e o desemprego. Não vai haver Maio para ninguém. Isto é o salve-se quem puder.

Alien8 disse...

Wind,
Algo que abanasse o sistema, mas teria que ser um abanão bem forte, porque os muitos que têm acontecido parece que não lhe fazem mossa, mesmo que venham de dentro dele. Um Maio de 68 não dava, aí estou com a Maloud. Outros tempos...
Um beijo.

Alien8 disse...

Wind,
Algo que abanasse o sistema, mas teria que ser um abanão bem forte, porque os muitos que têm acontecido parece que não lhe fazem mossa, mesmo que venham de dentro dele. Um Maio de 68 não dava, aí estou com a Maloud. Outros tempos...
Um beijo.

Alien8 disse...

Maloud,
Um dos comerciantes que mantiveram as lojas abertas, entrevistado, disse que a fraca adesão se deveria ao facto de ser a primeira vez e os comerciantes não estarem habituados! Isto é para rir, só pode. Outro declarou que estava ali porque morava perto... e era o dono da loja... De facto, pagar a empregados para trabalharem até às 2 da manhã pode ser pouco viável. Então e os patrões? Não vão à loja? E isto é que é "comércio tradicional?". Ora!

Cila disse...

ola
este fim de semana foi produtivo....treinadores de ordens varias misturam-se....LOL
bj

Alien8 disse...

Cila,
LOL! Sem dúvida.
beijinhos.

wind disse...

Sim Maloud e Alien em Maio de 68 tinha 5 anos:)
Mas reafirmo que Portugal precisa de um abanão qualquer, porque o salve-se quem puder há-de chegar uma altura em que nem isso vai dar, pelo andamento da carruagem. Beijos

Teresa Durães disse...

xiiii... dei comigo a perceber que sou a mais nova... e eu a pensar que era cota.... Maio de 68... em Maio de 69 já era projecto em expansão.....

Alien8 disse...

És cota na mesma. Já sabes, tudo o que tiver mais de 20 é cota. Os teus filhos não te explicaram isso? :))

Visi disse...

Sabes, para mim o comercio tradicional não é tão apelativo. E há outros dois factores:

-as coisas são maioritáriamente mais caras;
-não são tão práticas como as grandes sup. no sentido em que está tudo mais disperso.Mas os preços para mim são o mais importante...sem dúvida!!!

lola disse...

Alien
Mais 1 Gambozina...
Se a MFL acha que o PS se identifica com o PSD, deveria estar a apoiar as políticas do PS...publicamente (em privado,seguramente que está)
O treinador nunca se ri...
O comércio tradicional...foi condenado, passou a tradicional, coisa para turistas...

Beijos
Lola

maloud disse...

Alien
A todo o lado onde vou por essa Europa, há comércio "tradicional" florescente. Agora o que não há é lojas lúgubres, com oferta ou desactualizada ou a concorrerem ingloriamente com as grandes cadeias. Estes nossos comerciantes tradicionalistas têm o que merecem. Habituaram-se ao marasmo, e em vez de tentarem sair dele, praticam o desporto nacional do choradinho.

Alien David Sousa disse...

A Manuela preocupa-me mais do que o Fernandinho. Tinha de o dizer. :|

Teresa Durães disse...

Alien8: explicaram (... de rastos...) bem de mais (...grossas lágrimas....)

- Não havia telemóveis quando eras nova???? (depressão....)

- Nem net? (desespero....)

Enfim! Eles nem sabem o que é saltar à fogueira no Santo António ou o Hino Nacional no fim da emissão da RTP (lol).

E não sou "cota", tenho "maturidade" eheheheh

Um aparte, o vinho indicado por mim de Ponte de Lima ou pela Cristina é o mesmo

NãoSouEuéaOutra disse...

OLá Alien... Parce que anda tudo ao contrário!!! Será que ainda há alguma esperança nesta terra, à beira mar plantado ( ou antes, todo "desfrangado" )?
Afinal, a clonagem de pensamentos e ideologias são as novas fábricas da politica... Porque se teima, ainda em continuar a dar ouvidos, como se falassem grandes verdades... eu nunca vou entender, e achgo que nunca entenderei!!!

Espero que esteja tudo bem por aqui... Um enorme beijo...

Alien8 disse...

Visionária,
Não é apelativo, mas podia ser. É uma questão de mentalidade, que foi exactamente o que quis mostrar no meu post. Um bom comércio tradicional tem vantagens, não necessariamente a nível de preços, embora isso seja também possível nalguns casos. O relacionamento com o cliente é outro, podem fazer-se encomendas, o próprio acto de fazer comprar é mais agradável...
Beijinhos.

Alien8 disse...

Lola,
Pois devia (a MFL)...
O homem nunca se ri, mas não quer dizer que não tenha ganho o penta. Só o último, é verdade, e com o FCP já bem lançado, mas sempre ganhou. Mas parece que os benfiquistas puros e duros não gostam dele, apesar de também ser lampião ... vá lá o diabo saber porquê. Também, para ganhar o campeonato, se calhar só mesmo com o outro Lampião. O Virgulino Ferreira :)
Enfim, quem não tem Camacho, caça com Santos :)
Sobre o comércio tradicional, vê o meu comentário anterior, para não me repetir.
Beijocas.

Alien8 disse...

Maloud,
Exactamente. O choradinho, que também perpassa nas desculpas parvas que deram para não terem aderido à iniciativa. Se calhar queriam que lhes pusessem lá empregados a trabalhar de borla até às 2 da manhã...
Enfim...!

Alien8 disse...

Alien DS,
Pois tinhas :)

Alien8 disse...

Teresa,
Está boa, essa da maturidade hehehe. Não vale a pena chorar, realmente. A vida sem telemóveis até era bem mais tranquila, não achas? E eles nem sabem o que perderam, já não digo o hino, mas o Vitinho, caramba :) Ou o Vamos Dormir...
Quanto ao vinho, eu sei, mas não quis deixar de fora ninguém que tivesse feito sugestões.

Alien8 disse...

Pérola,
Tens razão, a clonagem está em marcha, a vários níveis, e cada vez se torna mais difícil mostrar que as coisas podem ser diferentes. Mas podem. Também pode ser tarde de mais, ou talvez não... Nada como ir tentando.
Um grande beijo para ti.