Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

29 de out de 2007

Bucólica


Haverá mais manhãs.
Estaremos nelas poisados
como pedras dispersas,
nelas seremos
inesperadas plantas,
vaguíssimos
sons, sabores,
sombras aráveis.

39 comentários:

Belzebu disse...

Parabéns por este momento de inspiração , ilustrada com esta paisagem bucólica!

Aquele abraço infernal!

Gi disse...

Esperemos que sim, que consigamos ser tudo isso. De sentir as manhãs. Vivê-las.
Confesso que já as vivi mais, na altura em que ouvia os Procol Harum :) Sinais dos tempos . Muitas manhãs acumuladas.

Um beijinho, gosto deste teu quase desejo.

hora tardia disse...

arável. muito. dúctil. esta terra que habitas.

como pedra. musgosa. logo adoçada. planta que colho.


saciada.


_________________


obrigada.


beijo. sabor a sol ao lado da sombra.

mjf disse...

Olá Alien!
Texto com muita sensibilidade...Gostei
Beijinhos para si e Lola

Alien8 disse...

Belzebu,

Obrigado.
Abraço alienígena :)

Alien8 disse...

Gi,

É realmente um quase desejo :)

Beijinhos.

Alien8 disse...

Hora tardia,

Belas palavras. Em boa hora :)


Um beijo.

Alien8 disse...

MJF,

Obrigado.

Beijinhos de ambos.

isabel mendes ferreira disse...

....e assim se cumpriu o desafio...


"lÁ".



__________________
toda a razão.
:)



beijo. com arte.

y.

PintoRibeiro disse...

Hum, hum...gostei. Mesmo.
Abraço.

Alien David Sousa disse...

Estás sempre a surpreender maninho.
Beijinhos alienígenas

Alien8 disse...

Isabel,

Pois cumpriu... acho :)

Bom feriado. Também com arte.
E um beijo.

Alien8 disse...

Pinto Ribeiro,

Obrigado!

Bom feriado.

Um abraço.

Alien8 disse...

Mana AlienDS,

Beijinhos alienígenas para ti. Surpreender é agradável :)

Bom feriado!

Rosalina disse...

A ideia de haver sombras aráveis é de um optimismo atroz!

nnann arella musashi disse...

Senhor de Alien,


sabemos que não há coincidências, mas a Vossa bucólica é um delicioso e secreto jardim zen.
Panaceia, mezinha para todos os turbilhões.


Regressada do retiro e grata pelos pensamentos que me eram sempre transmitidos, Vos saúdo, com mil vénias e profundo respeito por Vossa Arte.

Teresa Durães disse...

espero que sim que não me sinto nada disso...

(ando um pouco ausente, só faço post e nem em quantidade lololol)

beijo

Alien8 disse...

Rosalina,

Não é haver. É sermos.

Talvez seja ainda maior a atrocidade... ou talvez não.

Alien8 disse...

Estimada Senhora Musashi,

Com alegria imensa saúdo o Vosso regresso e as amáveis palavras dedicadas à minha modestíssima Bucólica.

Que o retiro tenha sido profícuo!

Em dobro retribuo Vossas vénias e respeito.

Alien8 disse...

Teresa,

Ah, a esperança... :))

Ausente ando eu, mas isso é uma constante...

Um beijo.

Teresa Durães disse...

Stop Motion: fotograma a fotograma. Está lá um link para o wiki.

Já agora, qual o problema dos arménios?

Fiquei com a sensação que não andas a gostar da minha escrita lolololol

Alien8 disse...

Teresa,

Sensação errada!
Gosto SEMPRE da tua escrita.
O problema dos arménios, para além de serem marados (aqueles, claro), é serem uma excelente banda.
O dos outros é terem sempre os nomes terminados em "an" :)))
Tive um amigo arménio. Arquitecto. Chamava-se Rafael... Vardanian. Convidou-me para passar uns dias em casa dele, na cidade de... Erevan:) Não pude ir, mas tive pena.
Eu gosto é de brincar com as tuas preferências musicais. Aprendi contigo: free jazz, lembras-te? Sun Ra, que tal? Hehehe!
Obrigado pela dica sobre o Stop Motion. Voa bem!

Opintas/Bernardo Kolbl disse...

Bom fim de semana e um abraço.

Alien8 disse...

OPintas/Bernardo Kolbl,

Um abraço e bom fim de semana!

MariaTuché disse...

Sabes uma coisa???

E sem problema algum te digo que este está a ser um dos momentos mais bonitos desde que viajo neste mundo da blogoesfera, por tudo, pela música que tantas vezes fiz AMOR ao som dela, pela imagem, pelo poema...

Obrigado.

Amei!!

Alien8 disse...

Mariatuché,

Obrigado digo eu!

Pelo visto a escolha musical foi boa :)
E ainda bem que gostaste também do resto.

Bom fim de semana.

Um beijo.

nnann arella musashi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
nnann arella musashi disse...

Em dobro Vos digo, Estimado Senhor de Alien, que é uma bênção poder (re)ler algo que nos desperta veramente os sentidos, como Arte deve e pode; porque fala de essências, simples e puras, sem abstruzas manigâncias de retóricas sem norte...


Guerreiramente, pela Arte, que samurai que se preze, não sabe apenas matar.


Vossa.

Alien8 disse...

Prezadíssima Senhora Musashi,

Não há palavras para agradecer tamanha amabilidade, excepto talvez uma: Obrigado :)

Arte é a Vossa, o caminho, o bushidô.

Mil vénias.

nnann arella musashi disse...

Boa cumpicidade saber que conheceis os caminhos aráveis do 武士道 (bushidô), meu Senhor de Alien. :)

Que Vos esperem sempre muitas inesperadas e auspiciosas ocasiões.


Junto aos bambus jovens que se embebedam no charco de lótus,

Vosaa.

Rosalina disse...

Pode ser a página 161 do teu livro de poemas. ;)

Alien8 disse...

Nnann Arella Musashi, mui estimada Senhora e insigne Samurai,

Conhecer não posso dizer que conheça. Apanhei umas coisitas aqui e ali, e nem sequer estou certo de que o "chapelinho" seja próprio. Talvez daí os Vossos ??? - ? :)

De facto, tenho visto mais vezes a palavra escrita como bushido. Vós sabereis e me ilustrareis.

Junto aos bambus jovens, sem dúvida.

Retribuindo os auspícios, aqui deixo respeitos mil, como o poeta O'Neill - mas em muito diferente contexto! :)

Alien8 disse...

Rosalina,

O meu problema seria "qual deles?" :)

Mas lê o post, para saberes como foi.

E obrigado pela escolha.

Um beijo.

Vanda Baltazar disse...

Alien!!!!

:)

Bom ler-te. Bom ouvir Procol Harum.

Mas principalmente, ler-te.

Saber que haverá mais manhãs.

E que seremos um tudo nada tudo.


E há tanto tempo que não te visitava em paz(o controlo activex derrubava-me
em 3 tempos, se bem me lembro)que nesta visita sem incidentes, olho extasiada para o teu mundo :)

Beijinho

Vanda

Pêndulo disse...

Que dizer? Basta "Gostei".

Alien8 disse...

Vanda,

Já depois de ter ido ao teu blog, reparei neste comentário :)

É óptimo ter-te aqui de volta!

Obrigado por isso, e pelo que deixaste dito.

Um beijo.

Alien8 disse...

Pêndulo,

Para mim basta "Obrigado!". Por teres gostado. Por teres lido.

Vanda Baltazar disse...

Eu seria lá capaz de passar por aqui sem tentar derrubar o activex :)

Um dia teria de vence-lo :)

Alien8 disse...

Grande vitória, Vanda :)))

Beijos.