Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

14 de mar de 2008

Me queda la palabra...Paco Ibañez no Olympia




Bom fim de semana para todos!

28 comentários:

Vanda disse...

Aqui se canta, lá se soletra.



Com aquelas maravilhosas chaminés esculturas de Gaudi...


Bom fim de semana, Obrigada :)


Beijo.

Beatriz disse...

Obrigada Alien, coitadita da Lola. Espero que ela também tenho tempo para ir lá ao blogue!
Um beijinho

Lola disse...

Alien,

Donde quedou la palavra??

Continuamos á espera da Mancha azul...

Nem penses que me esqueço.

Mas gosto muito deste Paco Ibañez.

Beijinhos

Teresa Durães disse...

isto é difícil de entender. sou mesmo uma zé naba em línguas.

fiquei pela música

wind disse...

Bela música de um sempre resistente!
Beijos

Vanda disse...

Boa noite!


Então ainda se canta? :)

já com voz rouca? :)


Beijinho

Alien8 disse...

Vanda,

Canta-se, soletra-se... Coincidências, como canta o Sérgio Godinho:)

Por aqui, ainda se canta, mas é verdade que a voz está rouca. Coisas da gripe, que não desarma.

Um beijo e uma boa semana!

Alien8 disse...

Beatriz,

A Lola sempre lá foi :)

E a tua festa, foi boa? Aposto que sim!

Beijinhos.

Alien8 disse...

Lola,

Já somos dois a gostar.

A mancha está em banho-maria... mas vai aparecer, garanto que vai!

Nem me passaria pela cabeça que te esquecesses hehehe!

Beijinhos.

Alien8 disse...

Teresa,

Eu ponho-te a letra num comentário, a ver se ajuda...

A propósito, o Zé Nabo é um excelente músico :)))

Boa semana e um beijo.

Alien8 disse...

Wind,

E um belo poema, também :)

Boa semana e beijos.

Alien8 disse...

Vanda,

Com o blogger ou o meu computador ou ambos a asnearem quando fui comentar os teus dois últimos posts, e mais a moderação de comentários, não sei se os ditos ficaram, se houve duplicação, enfim... logo se verá.

Beijos.

Vanda disse...

Alien,

Ficaram lá os dois :) eu nao "censuro" nenhum :)

Quanto ao "teu" Paco fui ve-lo ao Olga Cadaval há 5 anos atrás. Gostei muito, Como não gostar, não é? :)

Quanto ao outro Paco, o de Lucia, gosto especialmente desta musica, "entre dos aguas", transmite uma energia e alegria que não pude deixar de associar às fotos da chegada ao "algarve das alfarrobas"...

Que lista de "Ses" é essa? SE me permites perguntar, claro ;)

Alien8 disse...

Vanda,

Começando pelo fim, "Se eu fosse um som seria..." - ver alguns posts abaixo, "Desafios (continuação) :)

Os Pacos, já tive a sorte de os ver e ouvir a ambos ao vivo. Olé!

E de acordo quanto a "Entre dos aguas".

Ah, isto não são horas... hehehe!

Até logo!

Beijinhos.

Vanda disse...

Ah :) esses SES :)

é da hora, estou lerdinha :)

Mil perdões!


Hasta....

PintoRibeiro disse...

Ainda muito devagar, vim só deixar um abraço.

Teresa Durães disse...

já li opoema, é bonito

Mocho Falante disse...

Muito bem lembrado sim senhor

Bela escolha

Aquele Abraço

MGB disse...

...la palabra y los acordes hermosos de la guitarra. Belíssima artilharia, Alien.

Um excelente fim-de-semana também para si.

Alien8 disse...

Vanda,

Lerdinha? No lo credo :)))

Boas férias, Boa Páscoa, Bom Tudo!

Um beijo.

Alien8 disse...

Pinto Ribeiro,

Um abraço para o teu abraço. E que o ritmo vá aumentando da melhor forma.

Boa Páscoa.

Alien8 disse...

Teresa,

É, sim, senhora! :)

Um beijo.

Alien8 disse...

Mocho Falante,

Gostaste? Óptimo, amigo!

Um abraço de Boa Páscoa para ti.

Alien8 disse...

MGB,

Tenho que concordar com a apreciação da artilharia! Muito obrigado.

Bom fim de semana, de Páscoa ou não.

P.S.: Vou, se não tiver nada contra, adicionar o seu blog aos meus favoritos. Bom, neste momento até já o adicionei... :))

MGB disse...

Bom fim-de-semana e uma Boa Páscoa também para si, Alien. E muito obrigada. Acredite que é uma honra ver o meu blogue (que tem andado a passo de caracol por falta de tempo)nos seus links.

Alien8 disse...

MGB,

Resposta algo tardia, é certo... intervalo pascal... Obrigado, tenho todo o gosto em ter o seu blog nos meus favoritos.

Também eu ando a passo de caracol, mas é esse o ritmo normal do meu blog :)

Espero que tenha tido uma boa Páscoa.

bettips disse...

Uma das músicas preferidas. Até porque diz da Liberdade!
Julguei já ter comentado...mas enfim, conhecemo-nos de selo,
ou sê-lo!
Abçs

Alien8 disse...

Bettips,

Diz, e como! Comentaste agora, e ainda bem que reparei :))

Realmente... (estou a pensar no teu comentário ao post mais recente)...

Abç.