Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

19 de abr de 2010

Bifinhos de Peru Primavera

Por vezes as coisas acontecem assim mesmo... estou com uma fome danada, e vá de procurar receitas de cozinha rápida. Encontrei esta, e não resisti a publicá-la, quero dizer, copiá-la para aqui. Fiquem com os bifinhos, que eu vou ver se janto!


Ingredientes para 4 pessoas:
400 g de bifes de peru 
50 g de margarina ou manteiga
sal
pimenta grossa
1 alho francês
1 lata de cogumelos em lâminas
200 g de fettucine
2 dl de natas
150 g de queijo ralado em fios
mangericão fresco

Preparação:
Corte os bifinhos de peru em tiras finas e aloure-os numa frigideira com manteiga ou margarina. Tempere com sal e pimenta grossa.
Corte o 
alho francês em rodelas, lave e escorra muito bem. Junte aos bifinhos de peru e deixe saltear cerca de 5 minutos. Adicione os cogumelos bem escorridos e deixe saltear mais 10 minutos.
Entretanto, coza o 
fettucine em água temperada com sal. Escorra e coloque na taça em que vai servir. Junte as natas aos bifinhos de peru e, logo que começar a ferver adicione o queijo, misturando bem. Deite sobre a massa e mexa. Polvilhe com manjericão picado e enfeite com algumas folhinhas inteiras.

Vinhos? Sobremesas? É convosco! Fico à espera de sugestões. Bom apetite!


* * *


Uma primeira sugestão que me foi oferecida fora do blog, e me parece uma boa alternativa:  Trocar a margarina ou manteiga por azeite e inverter a ordem dos ingredientes: saltear primeiro os cogumelos, retirá-los, e depois, nesse "caldo", estalar a carne. Usar metade das natas e o outro meio de vinho do Porto ou, melhor ainda, Madeira, mais seco.

E ainda... 
  • Da Lizzie            
    • Sobremesa: uma fatia de bolo de maçã e cacau puro, sem açúcar interno ou externo, daqueles que os ingleses sempre comem ao pequeno almoço 
    • Diversos para entrada (com vinho): sopa de cação servida em tigela de barro ASAEmente incorrecta, com pão digno do nome velho de três dias, ligeiramente torrado, a boiar como náufrago assumido, mais um queijo de Évora, daqueles com muito cardo, tudo isto acompanhado com um Blasón de Turra branco e transparentíssimo.
  •  Da Justine: Sobremesa: cachos de flores de glicínias, apenas para snifar e seguir para    uma sesta numa embriaguês suave e doce! (sic!!!) 
  • Da Gasolina (também sic):  
    • Vinho: Aposte-se num vibrante vinho para despertar do amanteigado das natas: João Pires, branco, gelado, continuado frapé.
    • (intervalo para alimpar os beiços)
    •  Sobremesa: Sai uma colorida sobremesa de crepe com doce de groselhas (pode ser amoras silvestres) e uma rechonchuda bola de gelado de menta. En negligé, uma folhinha de hortelã esverdeando o níveo polvilhado de um açúcar, só para encher o olho.
    • Café: Café, conversa, mais conversa.
  •   Da Arabica: 
    • Entrada: Mexilhões (como cada um os prefira:)


    Os meus agradecimentos pela colaboração! E continuação de bom apetite!

    28 comentários:

    Maria disse...

    Nunca experimentei com alho francês. Deve ser delicioso...

    Huuummmmm......
    Bom apetite! E bom proveito!

    Lizzie disse...

    Coño, e eu a pensar que comida rápida era ir ao supermercado comprar frango assado ou chegar a casa, tirar o bife do frigorífico enquanto o gregalhor aquece,botá-lo e schhhhh, ir ao limoeiro arrancar um limão, virar o bife schhhh,ir ao armário buscar um pacote de batatas fritas da sempre elevada pilha, virar outra vez o bife,schhhh, ouvir
    - isso já está em carvão, que horror!
    responder
    -ainda tem sangue!!
    ir buscar a garrafa de vinho ou limonada Don Simon ou chufa light ou Coca-Cola, virar o bife já não schhhhh,

    -ai que sola de sapato...!
    -como o Charlot!
    digo eu para desconversar

    -já cá faltava o Menino Tonecas...

    lavar a alface e os agriões e a cove roxa ou tão só beterraba cozida com vinagre,

    -isso não é com: é EM vinagre!

    levar tudo para a mesa que está vazia porque me esqueci que nestes tempos já não se come à mão nem dos tachos nem se bebe pelas garrafas a não ser a Cerveza Cruz del Campo para condizer com a nomenclatura romeira de pic-nic.

    Queres uma fatia de bolo de maça e cacau puro, sem açucar interno ou externo, daqueles que os ingleses sempre comem ao pequeno almoço? Está descansado que não fui eu que fiz:))

    Abraço

    wind disse...

    Deve ser bom:))))
    Beijos

    Justine disse...

    Os bifinhos dispenso, Alien, mas a Primavera está deliciosa!!!
    E como sobremesa proponho cachos de flores de glicínias, apenas para snifar e seguir para uma sesta numa embriaguês suave e doce!
    Abracinhos

    Alien8 disse...

    Maria,

    Pois deve... :)
    Bom apetite, bom proveito e bom fim de semana!

    Alien8 disse...

    Lizzie,

    Essa de que falas é ainda mais rápida, sim, embora esse bife shhh shhh shhh nunca mais acabe de grelhar, e sabe-se lá como ficará... mas dou-te um voto de confiança à pala da beterraba cozida em vinagre e da fatia de bolo, coño!

    Abraço, bom fim de semana e os 100%.

    Alien8 disse...

    Wind,

    E fácil de fazer :)
    Experimenta!

    Beijos, bom fim de semana.

    Alien8 disse...

    Justine,

    Então comes só os legumes, perdão, a Primavera, com flores para snifar e tudo? Também não está mal :))))

    Beijos. Um fim de semana bem passado (como alguns bifes).

    Gasolina disse...

    Aposte-se num vibrante vinho para despertar do amanteigado das natas: João Pires, branco, gelado, continuado frapé.

    (intervalo para alimpar os beiços)

    Sai uma colorida sobremesa de crepe com doce de groselhas (pode ser amoras silvestres) e uma rechonchuda bola de gelado de menta. En negligé, uma folhinha de hortelã esverdeando o níveo polvilhado de um açucar, só para encher o olho.

    Café, conversa, mais conversa.

    Alien8 disse...

    Gasolina,

    Grato pelas óptimas sugestões, já incorporadas na refeição, com o sabor original e autêntico.

    Boa semana!

    wind disse...

    Bem Alien difícil de escolher os templates:)
    Até agora, todos os que escolheste, gosto:)
    Beijos

    Justine disse...

    SIC não, Alien, RTP2!!!!
    Abracinhos:))))))

    Alien8 disse...

    Wind,

    Temos agora facilidade em ir mudando de fundo, com o mesmo template. Daí o gozo das experiências. Até agora, gostei mais do primeiro. Mas há mais, muito mais...

    Um beijo.

    Alien8 disse...

    Justine,

    Isso é de snifares as florzinhas :)?

    Abracinhos para ti também!

    Lizzie disse...

    Não tive tempo de almoçar, estou cheia de fome e não me larga a ideia de uma boa sopa de cação, de preferência fazida pela minha mãe, servida em tigela de barro ASAEmente incorrecta,com pão digno do nome velho de três dias, ligeiramente torrado, a boiar como náufrago assumido, mais um queijo de Évora, daqueles com muito cardo, tudo isto acompanhado com um Blasón de Turra branco e transparentíssimo.

    Claro que isto é para entrada, dado o desgaste de energia com a trabalheira do teu bife:))

    (Ainda não tive coragem para dizer ao sr. da pastelaria aqui em frente, que aquela coisa com anemia crónica não são scones nem maquilhados pela fome. Vou comer uma torrada carbonizada.)

    Abraço

    Alien8 disse...

    Lizzie,

    A ideia que não te larga, e oxalá a concretizes, já consta do menu, antes que se esfume:)

    Depois de teres comido e bebido aquilo tudo, lá arranjarás coragem para explicar isso dos scones ao senhor da pastelaria aí em frente.

    Um beijo.

    bettips disse...

    ... a ver se sai o "astronauta" para a sobremesa, que não o provei...! E gostarei de o ver AQUI!.
    Bjinhos

    Alien8 disse...

    Bettips,

    Não provaste? Que pena! Mas vais vê-lo aqui, posso garantir.
    Beijos.

    legivel disse...

    ... as carnes de aves são o meu calcanhar(?!) de aquiles no que ao palato se refere. Mas isso não obsta que marchem aperitivos, sopas, néctares e sobremesas. Que é como quem diz: ficar de estômago bem aconchegado....

    Alien8 disse...

    Legível,

    Daí esta variedade toda :)

    arabica disse...

    Mas que mudança radical foi esta? Até pensei que era alucinação minha: sim senhor, apanham-me de costas e decerto chamaram os do "Querido Mudei a Casa"!!! :))

    Muito bom e apetitoso o menú já lido e imaginado (e snifado)! :))

    Mas...não haveria lugar para uns mexilhões de entrada? :))

    Já que por aqui tudo mexeu... ;)

    Abraços e beijos

    Alien8 disse...

    Arabica,

    Foi mais ou menos isso:)
    Ando a brincar com um editor de templates, como podes verificar.

    A teu entrada, muito mexida, vai para a ementa, evidentemente!

    Beijos.

    arabica disse...
    Este comentário foi removido pelo autor.
    arabica disse...

    Ser ou não ser, sempre foi uma questão pertinente, Alien - bolo - memória.:))

    Que se confirmou o bom presságio também é verdade: és (em formato memória não se pode usar o tempo passado "foste") -temporalmente bem apaladado. ;)) Doce. Olhando de novo para a foto como bengala de viagem galática, arrisco até no adjectivo "luminoso".
    Recordando os quatro anos de companhia e em certas alturas de apoio quase diário não tenho qualquer dúvida sobre a tua luminosidade. Que deve ser de família, certifico-me, já que à Lola, encontro as mesmas características. Se vos tivesse encontrado em solo diferente deste, arriscava até num elevado grau de "AU", sem ter que vos mordiscar ou riscar. :))

    Mas não. Comemos-te (nós os felizardos) à dentada e sem escrupulos ou arrependimentos, sabendo-te mais que bolo ou memória. Se te restam dúvidas, tu és tu. :))

    Um grande abraço feliz por ter estado presente.

    PS-Quanto aos mexilhões mexidos à la mode de cada um, parece-me uma excelente receita. :))

    Alien8 disse...

    Arabica,

    Se lá não tivesses estado, não teria havido bolo para ninguém, por isso quem ficou feliz fui eu. E mais quem o provou, pois. Daí a luminosidade :)))

    Um grande abraço, portanto.

    arabica disse...

    :) então...temos que negociar esta treta da felicidade: meio por meio? :) ficámos todos felizes, pode ser? :)

    Alien8 disse...

    Pode, pois :)

    Teresa Durães disse...

    Eu cá fico com fome só de ver estes post