Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

20 de abr de 2006

O desafio de divulgar


Respondendo ao desafio da amiga Caracolinha, optei por fazer referência à Amnistia Internacional. Não obstante tratar-se de uma organização muito conhecida, creio que, nos tempos que vivemos, nunca é demais sublinhar o esforço que por todo o mundo se vai fazendo na luta pelos direitos humanos.

A Amnistia Internacional é uma organização independente de governos, partidos, ideologias ou religiões, e actua, por exemplo, contra a tortura, os "desaparecimentos" e assassínios por motivos políticos, as condições degradantes que existem em muitos estabelecimentos prisionais por esse mundo fora, a pena de morte, as penas de prisão por motivos políticos e por objecção de consciência.

Dispõe de 80000 voluntários em 85 países, prontos a actuar de imediato perante as autoridades competentes em casos como os de execuções de presos condenados à morte.

Recolhe sistematicamente informações sobre violação dos direitos humanos em qualquer país, através de investigação ou testemunhos, procura confirmar os factos e, umas vez confirmados, intervém junto dos governos dos países em causa, na tentativa de acabar com as situações de desrespeito pelos direitos humanos. Vale a pena fazer uma visita ao site da Amnistia Internacional - Portugal, para ter uma ideia das diversas frentes em que a organização se bate.

Passo o desafio à Cila, à Mar e ao Pêndulo. Se e quando quiserem.

14 comentários:

wind disse...

Lembraste-te de uma excelente Organização! beijos

Alien8 disse...

Wind,
Pois foi :)
Beijos para ti.

Caracolinha disse...

:))))

maloud disse...

Isto era importante, mas eu hoje andei ocupada com alguns dos meus "amiguinhos" a começar a tratar da saúde do JPP. E-mail já recebeu e agora acabam de me oferecer no Tugir espaço para publicarem na íntegra a minha resposta. Vou dormir sobre o assunto. Confesso que não imaginava, quando comecei há dois meses e tal a blogar, chegar a isto.
Amanhã comento de cabeça fria.

Bisous

Cila disse...

ola alien
eu recebo a newsletter e as acçoes urgentes da Amnistia.... em muitas coisas é facil ajudar nomeadamente nas petiçoes.
A inscrição faz-se na net assim pode-se sem problemas dar uma maozinha que mais nao seja na divulgaçao das acçoes

O teu desafio é bom... mas tenho q esperar estar em casa que desde ontem q tou no hospital.
Por mim já escolhi são "os médicos do mundo".
Aqui ha 2 anos levei uma data de medicamentos para sao tomé e eles apoiaram-me na papelada (senao ainda seria apelidada de traficante de droga ;))
beijos

Alien8 disse...

Maloud,
Espero que a cabeça já tenha esfriado, pelo menos um bocadito. Essas coisas não valem o incómodo, mas sei que é fácil dizê-lo quando não se é atingido.
Bom fim de semana e
um XI solidário.

Alien8 disse...

Cila,
Obrigado por teres aceite tão depreassa o desafio :)
Bom fim de semana.
Beijos.

maloud disse...

No meio da "paródia" JPP faço um break, para dizer que, do meu ponto de vista, a denúncia pode ser, assim haja vontade política, o começo da resolução de atentados gritantes contra os direitos humanos. Os jornalistas também têm um papel importante e muitas vezes pagam com a vida estarem no sítio certo, na hora certa.

Alien8 disse...

Maloud,
Paródia é o termo. Agradeço o seu break, pela parte que me tocou, e evidentemente que a descoberta e a denúncia de atentados aos direitos humanos (tantas vezes por jornalistas) são o primeiro passo. Assim se possam seguir outros.

Pêndulo disse...

Nesta corrente terei gosto em ser elo.
Logo que possa.
Abraços

mar disse...

Amigo Allien, aceito o teu desafio, e vou ver se consigo colocar o post como deve ser, com links e tudo....... é q eu sou uma naba nestas coisas......:))
Bjs

Alien8 disse...

Pêndulo,
Mar,

Obrigado por terem aceite o meu desafio.
Bom fim de semana para ambos (A Mar teve direito a 2 bons fins de semana :)

Alien David Sousa disse...

Boa Mano, eu divulguei a Associação Acreditar que trata de crianças com cancro. Vejo que não perdeste o bom senso que nos foi incutido pelos nossos pais.
Fica bem

Alien8 disse...

Não perdi nada. Acreditar também é bom.
Fica tu bem.