Aliencake

Foi numa tarde de sábado, de encontros, reencontros e desencontros, de estreia literária e café, tudo prolongado em noite, jantar e mais café, ficando no entanto curto o tempo. De súbito, aparece-me pela frente um bolo com a minha cara. Um bolo com rosto de Alien. Olhei-o uma e outra vez, e só não me belisquei porque dói um bocado, convenhamos. Mesmo a aliens. As pessoas cantavam os parabéns e batiam palmas, eu ouvia e agradecia, mas mal tirava os olhos do bolo. Fizeram-me pegar nele com uma mão, perante a apreensão de alguns circunstantes, e conduzi-lo, ou deixar que me conduzisse, à mesa improvisada. Vivendo desde sempre em terrível dúvida sobre a minha origem e condição, houve um instante luminoso em que tudo se revelou. "Sou um bolo, afinal sou um bolo!" - exclamei para mim mesmo, entre alguma perplexidade e o alívio de uma certeza há muito tempo aguardada. Foi sol de pouca dura. Lá tive que partir o bolo. Lá tive que me cortar à faca em fatias que rapidamente desapareceram. Ao que parece, estava bom, eu. O facto é que, apesar disso, ainda estou vivo. Não serei, então, um bolo? Serei apenas a recordação dele? Felizmente, a fotógrafa estava lá. Serei assim talvez a fotografia de um bolo. Há piores destinos. Há piores fins de tarde-noite de sábados de lançamentos de livros, encontros, reencontros, desencontros, jantares, cafés, aniversários e ainda mais. Muito, muito piores, garanto-vos.

7 de fev de 2009

Ainda o destino?

Sou uma pessoa pacífica e tolerante, e ai de quem diga o contrário!

Mas tudo tem os seus limites, e o que agora vos conto ultrapassa-os a todos, mas de largo.
Tenho que desabafar já: O Prémio, o meu tão precioso e justo prémio, desapareceu!
Parece-me óbvio que foi roubado: Nenhuma outra explicação se enquadra na única e singular pista que encontrei, ali ao lado direito, no lugar do galardão, da dedicatória e dos arautos com as suas trombetas, misteriosamente subtraídos à minha e, digamos, também à vossa contemplação.

Apesar de ter ficado em estado de choque, ainda tive discernimento suficiente para eliminar imediatamente as linhas provocatórias e insultuosas que o perpetrador (ou perpetradora?) ousou deixar no lugar do que maldosamente escamoteou. Ah, mas isto não fica assim!



Li, reli e voltei a reler este lamentável simulacro de texto, gravado em pedra marmoreada na fútil intenção de o tornar perene. Arranquei-o de um fôlego, com as últimas forças que me restavam antes que a verdadeira dimensão do acontecimento se abatesse sobre mim.

Mais calmo, considerei-o atentamente, reflecti, indaguei, investiguei, imaginei, desesperei. Nada!
A pista é críptica. E, no entanto, algo me diz que quem cometeu o crime deixou na pedra a sua marca. Talvez sem se aperceber, ou porventura com cínica intenção (quem o saberá?), mas sinto que a deixou, e que essa "assinatura" levará inevitavelmente à sua identificação e castigo.

Peço a vossa ajuda. A insanidade apodera-se da minha mente, não vejo senão letras dançando e rindo-se dos meus olhos cansados. Alguém aqui poderá ajudar-me a descobrir QUEM FOI o autor ou autora da façanha?

A vossa colaboração será, também o sinto, fundamental! Por favor, leiam, investiguem, aventem hipóteses, AJUDEM-ME!!! A caixa de comentários deste post é toda vossa. Eu... eu fico à espera de que alguém faça LUZ.

CONTINUAÇÃO

87 comentários:

legivel disse...

... um(a) suspeito(a) se me perfila em próximo horizonte. Atentai caríssimo, neste pedaço da nefanda prosa do aparente misterioso calígrafo da pedreira, cujo mister se confina ùnica e exclusivamente ao gamanço de prémios, taças, comendas & galhardetes:

"... um hereje! Verde, ainda por cima!"

esta é a pista que conduzirá fatalmente à descoberta de quem entrou aqui e saiu por ali... com as trombetas nos bolsos e o prémio na algibeira. Quem sabe se, a caminho do ninho da águia...

Watson Legs*

(*para que as quero.)

prof disse...

com tal raiva ao verde,(«Verde, ainda por cima!») cá para mim, foi alguém da claque do benfica!
de momento é a única pista que me ocorre, mas já fui buscar a lupa e o chapéu de «cheiricome»...
Beijos de bom fim de semana - não gosto de usar a abreviatura, acho-a... estranha e ambígua :-)

prof disse...

ops, estava eu a tentar colocar o meu comentário que não entrava porque, pelos vistos, estava o legível a colocar o seu; parece que tivémos o mesmo pressentimento, mas ele foi mais rápido :-)
Ou será que apanhei uma mensagem telepática que vagueava na atmosfera?

prof disse...

Eu percebo pouco de futebol - para não dizer nada mas, digam-me, por favor: o estádio do benfica não é o estádio da LUZ?...
se sim, talvez isso faça um pouco mais de LUZ a confirmar as suspeitas já lançadas :-)

wind disse...

:)))))))
Foram os marcianos com inveja.lol
Beijos

legivel disse...

prof:

Podiam ter sido ambas as coisas: que teríamos tido o mesmo pressentimento ou que terias apanhado uma mensagem telepática que vagueava na atmosfera.
Mas a minha intuição diz-me que também tens formação na área da criminologia e o teu raciocínio seguinte assim o parece demonstrar com a teoria da LUZ...

... pois é certo que deram esse nome a tal estádio. Embora LAMPIÃO me pareça mais apropriado.

prof disse...

lucerna seria poético de mais, não é, legível? Fiquemo-nos, pois pelo lampião (na penumbra):-)

prof disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
prof disse...

desculpem... saiu em duplicado... deve ser influância do simplex....
apaguei o clone

Alien8 disse...

Legível,

Os meus agradecimentos pela ajuda!
Fica no ar a hipótese de o ladrão ser benfiquista, mas dizem que há muitos... Se for, qual deles será?

Prof,

Mais uma achega para culpar um possível "lampião"! Agradeço, sensibilizado. Mas... o facto de a palavra LUZ estar em maiúsculas pode ser mera coincidência. Ou não, sei lá. O nome, eu quero o nome! Por favor!

A propósito, não vejo nada de estranho nem de ambíguo na abreviatura, por isso... bfs para si! :)

Wind,
Mas a vítima foi um Verde... está lá escrito! Obrigado pela ajuda e um beijo.

Alien8 disse...

Explicação:

Tenho que salientar que a palavra LUZ não faz parte da pista. Afinal, fui eu que a escrevi no post. Pois é, grande confusão! Será que também eu suspeitava de um benfiquista? Ou estaria apenas a pensar no vermelho do sangue? Seja como for, continuo a pensar que a solução está na mensagem do salafrário.

prof disse...

a minha grande questão, agora, é saber qual é o seu clube, alien :-)

Teresa Durães disse...

Uf! Vim atrasada! Mas o meu cão insiste que ao fim-de-semana só tenha mãos para ele enquanto os filhos aproveitam para fugir de mim a sete pés. Mas cheguei e é o que importa.

Fui ler essa estranha inscrição na pedra e fiquei atónita com tal mistério com que me deparei. Claro que, de imediato, recolhi provas, selei o local (com aquelas fitinhas amarelas muito giras!) para que o resto dos blogueiros não estraguei o local do crime.

Claro que de imediato verifiquei umas tendências muito clássicas mas com medo de um engano, já que não consegui detectar a sua origem, e após estes anos doutorada em Cromodinâmica Quântica, percebi que os electrões e os portões não estão a conseguir atraírem-se mutuamente não gerando electricidade que necessito para uma iluminação total do meu cérebro.

Isolei as partículas, fiz uma profunda investigação, e conclui que os quark andam a baralhar os meus neurónios. Claro que de imediato apliquei a teoria grade gauge mas não consegui resolver o mistério matemático. Suponho que a resposta está num grande cientista de renome chamado Camões. Mas não tenho provas concludentes.

Assim, terei de regressar mais tarde para expressar as minhas conclusões assentes em factos quando utilizar um acelerador de partículas.

E agora tenho de ir porque já ouço uivos e se o cão me vê aqui estou tramada!

Teresa Durães disse...

Pássaro desesperado
entra a voar
pousa estafado
a bafejar


Ah! Vergonha, à fatalidade
Que os clássicos ficaram em casa materna
Será Camões ou Bocage
Será Os Encantos de Medeia?

Venha esta má sorte
De não encontrar
Tal referência literária
E já estar a transpirar

Porque apenas habito
Rodeada de livros
Do sec XVIII ao XXI?

Não há motivo nenhum
Para tal ignorância
Esta lacuna de pesar

Pássaro pensa “Bom, Bocage é uma mistura de classicismo e romantismo mas adiante.. e isto devia respeitar as regras de um soneto

Ninfas do Tejo
Deuses da minha pátria
Camões não é por certo
Ando aqui às cabeçadas

Bocage era um depravado
De vingança nada sabia
Arrependeu-se no fim de vida
Está descartado


Pássaro baixa a crina muito triste

Arabica disse...

Alien!


Analisando friamente o roubo do teu merecido prémio, não posso deixar de impugnar a hipótese de que o mesmo tenha sido larapiado por um qualquer lampião...pois não se vê que essa pista é demasiado simplista e óbvia para ser a verdadeira?

Desconfio de algo mais sofisticado embora, assim, repentinamente não possa esclarecer grande coisa neste mistérioso e denso destino de entrega e roubo de prémios...


Contudo...deixo aqui ficar um dito popular, assaz profundo e quiçá verdadeiro: "quem dá e volta a tirar ao inferno vai parar" :)


Esperemos que não seja o caso.


:)


beijos de domingo com sorrisos e clubes à mistura :))

legivel disse...

... o que me farto de rir com alguns Cherloques amadores a botarem relatórios fundados em Cromodinâmica Quântica, estando nós, investigadores modernos, carecas de saber que esta disciplina da Física Nuclear deixou há muito de fazer jurisprudência em casos de fananços de prémios e afins.

"... os electrões e portões!?... ". Que mais estará para vir?!

legivel disse...

"... uma pista demasiado simplista"?!

é caso para dizer:

ó águia toma lá alpista!

prof disse...

quem dá e volta a tirar,
ao inferno vai parar

enquanto pr'á águia estavam a olhar,
pasou a caturra, a voar, a voar...

erros meus, má fortuna, solução pendente,
neste post as dúvidas se conjugaram
as águias e as caturras sobejaram
que pra mim as dúvidas são
mais que o suficiente

prof disse...

Quanto à caturra...
deixem-na pousar... deixem-na pousar...

um beijinho, teresa doçães ;-)

Arabica disse...

:-D


Águia hoje dispensa alpista, segundo ouvi dizer :)

Mais ainda: consta-se que acordou com uma fome de leão para devorar as "francesinhas" ;)))

Piu? :) (plagiando Teresa D.)

Alien8 disse...

Prof,

Já tenho confessado ser, como bom alien, adepto de um clube de outro mundo, que na Terra é geralmente conhecido por Académica de Coimbra.

Vejo que culpa a Caturra, em prosa e verso e à espera que poise... :)

Faltam as provas... as provas...

Entretanto, boa semana!

Alien8 disse...

Teresa, a própria:

Cá para mim, andas a ver muitas daquelas séries policiais da TV, todas iguaizinhas, em que uma fulana invariavelmente loura recolhe no local do crime um pedacinho de qualquer coisa com uma mancha praticamente invisível, vai para um laboratório, passa-a a um ou uma colega que o mete numa máquina esquisita com muitas teclas, luzes e écrãs, e do outro lado sai logo um papel com o nome, morada, alcunha, telefone, telemóvel, fax, número da carta de condução e da segurança social, matrícula, marca e modelo do carro, números das contas bancárias, nomes da mulher ou namorada e dos filhos se os tiver, lista de filmes preferidos, amantes conhecidas ou mesmo futuras, data e local onde passou as últimas férias, orientação sexual, política e religiosa e, claro, a fotografia actualizada e a cores do criminoso - além de muitos outros pormenores com que não te quero agora maçar, não o vá o cão aborrecer-se e fazer das dele...

Agora que já escrevi um parágrafo tamanho gigante, sempre te digo que, assim, também eu resolvia crimes; nem precisaria de aceleradores de partículas, nanobots ou cerveja sem álcool. Talvez precisasse mas era de travões...

Camões? Camões? Mas onde foste buscar essa ideia???? :)))))))

Alien8 disse...

Caturríssima:

Descartar em subtis versos Camões e Bocage parece-me meritório. Os versos também. Se não soubesse que eras caturra, começaria a pensar que eras camaleoa :)))

Alien8 disse...

Arabica,

Também tu avanças com a hipótese da culpa da Caturra. Pobre pássaro! :)

Mas a impugnação da pista simplista (e também rima com alpista!) tem que se lhe diga. Na realidade, nada aqui é simples e tudo o é...

Continuo a ler com muita atenção tudo o que por aqui se comenta, porque creio que só assim se chegará a uma conclusão. Mas talvez tome outras providências. Ou isso, ou mais um cafezinho :)

Um beijo para ti.

Alien8 disse...

Legível,

Cromodinamica-quanticamente falando, a pista da águia lampiona não é tão simplista como se poderia supor. Mas também não quer dizer que nos leve a algum lado. Portanto, faço minhas as tuas palavras: "Que mais estará para vir?".

Boa semana!

Arabica disse...

Alien,

a Caturra parece-me demasiado erudita para andar a contrabandear prémios :) também não vou por essa pista...

Quem sabe hoje, com o regresso da nossa vidente Zizzie, se consiga dar mais um passo no esclarecimento cientifico e factual que se impõe :)


Beijos

prof disse...

bom dia; aqui vos deixo mais uma hipótese, com o mesmo rigor científico com que jogo no euromilhões :-)

Lizzie disse...

Alien,
acabo de chegar e mais te digo que também um bocado atarantada por ter sobrevoado uma gigantesca nuvem de fumo sobre Madrid, tanto se até se me varreu da boca o travo de churros acabadinhos de comer.

Mas passando o fumo, pareceu-me descortinar, pela janela, uns seres alados e carrancudos mas com aura de luz na cabeça, parados num dos semáforos do céu, aqueles que servem para os satélites não chocarem nos cruzamentos da informação.
Tanto a mim como à Élis nos pareceu que se tratava da polícia divina por causa da "viatura" blindada e diabos nos levem se não ouvimos trombetas lamentosas nem vimos uma popa anos cinquenta por entre as grades.
Na mesma altura a azafata, perdão, a hospedeira, revirou os olhos e começou a rezar em latim e o que é mais estranho, não disse uma única vez coño, e logo com aquela cara de sevilhana...onde é que já se viu uma andaluza discursar sobre o livre arbitrio como se possuída pelo espírito por S. Agostino.

Além disto tudo, apareceu um azafato, perdão hospedeiro, perdão assistente de bordo com uns cupões para inscrição no clube de Javier Barden, coisa muito mais sensata e filosóficamente elaborada que o partido de Woody Allen. Os cupões são de design de S. Inácio de Loyola, não verdes mas cor de fogo com marca celeste Lefévre.

Depois começámos a perder altura e a andar em circulos o que permitiu à parva da Élis pôr-se aos sorrisos e acenos para o 8neilA que, suponho, andava em acelarações a carregar a bateria da nave e a escrever, com o seu laser pontiagudo, argumentos de séries policiais supersónicas nas lages de mármore do cemitério abandonado perto de Arruda dos Vinhos.

E ficas a saber que não comi gambas panadas mas sim queijo dos Açores e outros produtos insulares com vinhos do Alentejo mais broa da Serra da Estrela.

Beijinhos para ti, para o 8neilA, para a Lola e aloL.

Lizzie disse...

Errata "vê lá se acordas e aprendes a ler quando escreves"

No 1º parágrafo onde se lê " se até se me varreu" deve ler-se que até se me varreu.

Não se chamava o Doutor Sto Agostino mas sim Sto Agostinho.

As eventuais outras não reparei porque, embora sendo do Sporting e às vezes do Real Madrid, não tenho ainda o dom completo de falar como Paulo Bento, dado ter anatómicamente a boca mais pequena, nem tenho por hábito e mestria acrobatar com as sobrancelhas.

Ficam aqui as minhas desculpas.

bettips disse...

Eu que não vou em futebóis, li e reli.
A pista está no"usurpador": que eles proliferam, os poltrões!
Aguenta-te verde, um mar aberto de ideias.
Bj

Alien8 disse...

Arabica,

Afastas, portanto, a hipótese da Caturra!

Estou como tu: Precisamos de uma vidente. Ou então...

Um beijo!

Alien8 disse...

Prof,


Lolololololololola!

Rigor científico, sem dúvida, e uma sugestão brilhante, mas... que provas apresenta?

Alien8 disse...

Lizzie,

Todos os anagramas agradecem os beijinhos :)

Vejo que essa viagem foi muito acidentada - mas não reveladora, pelo menos no que respeita a este mistério. Poupa à anos 50? Será que queres acusar o Elvis??? :))))

Por entre azafatas recheadas de filosofia e azafatos com propostas jesuíticas, parece que apanhaste o meu contrário a gravar na pedra. Será ele o "gatuno das inscrições"?

Hmm... fiquemos pelos produtos insulares e respectivo acompanhamento, à espera que Paulo Bento, ou Bento não fosse, nos ilumine... embora me pareça que o homem anda agora um bocadito abaixo de Braga... :)

Um abraço a 200%!

Alien8 disse...

Bettips,

Um mar aberto de confusões, é o que é! A pista está no usurpador? Mas parece que isso é o que o ladrão de prémios me chama... Pois, eu que me aguente! Mas lá que proliferam...

Beijos.

Arabica disse...

Alien...pois não sabes tu da existência de uma ovelha alada que entra pelas janelas das pessoas?


já ponderaste sériamente na hipótese de a trazer aqui a inquérito?

:-D


(porque andará tão distante o nosso Legível, porquê??? teria sido raptado pela ovelhita? )

Deixovos um abraço e vou seguir a pista da tia :)

Arabica disse...

deixo-vos

Arabica disse...

:) há tantos anos que não ouvia esta música!!!

Desde os 70s (seguramente)

Anônimo disse...

ovelha anónima said:

Nada de confusões com a minha pessoa alada. Se querem treinar aos investigadores têm muito com que se entreter com o caso freeport. Esse Legível ainda é mais aldrabão do que eu.

Já cá não está quem baliu.

legivel disse...

... isto há cada um(a)!! Calhou agora passar por aqui a ver do andamento da coisa e não é que me salta ao caminho uma ovelha que me deu um trabalhão do caraças a inventar?!
Querem lá ver que a lanzuda afinal é real e malcriada?!
É por estas e por outras que o povinho diz que a internet desgraça as pessoas.

Anônimo disse...

ovelha anónima said:

Oiça lá ó seu mentecapto ilegível, lanzuda é a sua prima Josefa que ficou pra tia do seu irmão Ernesto! Ou pensa que eu não o conheço de gingeira? Você não sabe é com quem está a falar, ouviu?! seu malandro! que anda pra aí disfarçado de escritor de tangas e missangas a pavonear-se pelos blogues de pessoas sérias.

Já cá não está quem baliu pela segunda vez e última.

legivel disse...

... além de anónima e mal-educada, põe-se em fuga. Só podia.
Mais palavras para quê? é uma ovelha-artista portuguesa... desasada.

Lizzie disse...

Sr. Verde
comunico hoje em formato de Lizzie alma penada mas concentrada e sem Élis, que está a pobre ainda a dormir, recuperando do susto que apanhou, seriam 8 da manhã (aqui) de ontem, em virtude do ataque terrorista junto do Ifema em Madrid. Pum. Como fantasma que sou, já nada terreno me assusta. Ela, coitada...

Vagueando, desde que morri, por entre lápides, reconheço aqui linguagem de trovoada inquisitorial em versão teatral do séc XIX: ruínas, infame, fustigado, castigo,profundas, herege, vingança,ira, representada por actores duma certa época no Teatro nacional D. Maria II. (corpo a três quartos, cabeça levantada, voz colocada em megafone laríngico)

Foi tal coisa inspirada, certamente, por um deus frágil, ou seu representante, pois que só os fracos terrenos não suportam a glória alheia ainda por cima vinda de um outro mundo. Já ando nisto há muitos séculos e sempre assim foi.
(perdoe-me este misticismo, mas é o mundo onde me movo, como compreenderá...)

E comprometo-me a perguntar a opinião à minha congénere etérea Agatha Christie não descurando Padre António Vieira, sempre tão analítico.

É sempre um prazer comunicar consigo por esta via telepática: a mim ninguém terreno me ouve e o Verde Alien, pelo que vejo, não tem nariz nem boca.

Os meus transcendentes cumprimentos.

prof disse...

Caro Alien8, estive a conversar com a gata Christie e ela confidenciou-me o seguinte:
- miau, miaaaauuuaaauuuu pffff pffsst miau rnhau nhau nhau ronron!

Teresa Durães disse...

Lá vim a correr agora que me livrei do cão. E nem quero acreditar no que li por estas bandas. Não saberá o Legível que os portões são os guardadores das formas energéticas que passeiam por aí? Ah! Não se pode confiar em gente que vive em pura fantasia quanto mais quando é do género papel!

Naturalmente a Cromodinâmica Quântica tem jurisprudência. Quem não, se não os Quark, são mais difíceis de apanhar e isolar? Pior que esta ciência, só mesmo um guardador de rebanhos que voam por janelas. Como dar crédito a este tipo de pessoas?

Depois são as ovelhas anónimas que pensam terem sido conviadades para uma dicussão deste gabarito como se erva (daquela halocinolgénica, obviamente) fosse uma ferramenta de captar as verdades universais.

E a opinião de gatos? Certamente não se pode ter em conta. Esses felinos só querem saber de almofadas e aquecedores em dias de inverno. Santa bicharada.

Obviamente o usuroador só poderá ser o chefe do reino Illusio. Rufus está ilibado porque confessou-me o local onde se encontrava: numa casa de alterne onde passou tempos memoriáveis. Claro que ao fim de uma garrafa de whisky foi expulso e atirado para o meio da rua. Senão fosse o camarada que é o seu braço direito a ir buscá-lo na viela suja onde se encontrava, provavelmente ainda lá estaria, o que seria um alívio terrível para o resto da criançada. Mas ele insistiu e regressou ao bar. Foi acompanhado de duas meninas esbeltas e... mais não conto. A minha virtude não o permite.

Mas o chefe do Reino Illusio apenas defendeu-se dizendo que às horas do roubo do prémio estava a dormir tranquilamente no seu quarto. Que desculpa mais esfarrapada, não viesse de quem veio. Claro que todos nós poderíamos arranjar a mesma justificação e mesmo que ele tente incriminar Rufus, este último nem sabe o que são trombetas. Sempre foi conhecido pela sua boa estratégia militar mas em questão de cultura deixa muito aquém.

Apesar de, Alien, não acreditares nessas aplicações que nos fornecem toda a informação sobre vil pessoas utilizando uma cotonete que recolhe saliva de um copo deixado ao acaso em cima de uma mesa, ou de um cabelo caído na banheira (não falando no pelo do bigode que homem nenhum tem a decência de limpar depois de fazer a barba), elas existem. E para além de toda a informação que mencionaste, ainda prende automaticamente o assassíno libertando os afazeres dos investigadores. Prova disso foi quando vi ontem essa aplicação a entrar na casa ao lado da minha, fazer upload do vizinho e regressar à esquadra.

Não pude vir mais cedo pois encomendei a aplicação no Amazon, que não a tinha, mas consegui com grande desconto no ebay. Infelizmente só vai chegar daqui a uns dias mas desde já também tenho debaixo de olho todos os verdes deste universo

Teresa Durães disse...

Há pássaros que são dóceis, outros nem por isso. Uns andam em bando, outros nem por isso. Uns cantam, outros nem por isso. Este é um relato de uma Caturra que já voou por aqui e agora pousou na trave do tecto, dando azo a uma limpeza intestinal como protesto

Vil gente
que de imediato me acusais
de tal roubo, de tal infâmia
sem que sabeis do que dizes

Marte está comigo
Acompanhado de Trebaruna
Thor guiar-me-á na sua mão
e desta vez haverá rasão
para terrível vingança

Pensais que só o Alien foi atraiçoado?
Eu que sou uma singela Caturra
que dá bicadas aqui e ali
Simpática como um canário
Cantando canções antigas
desde já vos digo
que gravarei também
uma pedra informativa

Agora sim! Levanto a crina
e os deuses irão ajudar-me
voarei à carga
sobre os demais

No fim só restarão corpos
e o espaço libertado
para a Teresa Durães
conseguir levar a cabo
este roubo calculado!

Teresa Durães disse...

Volto a este lugar onde tenho me sentido ofendida pelos diversos comentários mas tenho de dizer, afirmar em bom som que, se existem erros, gralhas e coisas tais no meu post anterior foi devido à velocidade com que me obrigaram a escrever para que pudesse defender-me destes (43?) comentários.

E tenho dito. Cada vez mais dou razão à Caturra que, ao que vejo, tem sido muito lúcida

Teresa Durães disse...

e a Caturra continua o seu lindo canto (o XX)

Contundo devereis
suspeitar do dono deste blogue
sempre se fez de vítima
como se tal senhor
fosse um exemplo

Razão, ah! razão tem
quem tão bem disse
que de olho deverá
ter os verdinhos deste universo
que ainda não justificaram
com os olhos postos no céu
onde a verdade não é ocultada
nem tão pouco adulterada
onde esteve neste interregno

Exemplos morais a seguir
desta Teresa Durães que tão bem se expressa
singela donzela que não leva
a cântara que se partiu

Vencem os clássicos
nem Bocage ou Camões
nem todos os gregos do mundo
somente quem Cromodinâmica Quântica estuda
com tanto fervor

desta a Caturra voa para longe, para o ombro de Teresa Durães, onde meigamente irá mordiscar as suas orelhas como forma de expressar o seu apreço. Cai o pano

Teresa Durães disse...

Querida Caturra,

é com apreço que venho agradecer a defesa da minha pessoa. Nem todos conseguem entender estes anos de estudo onde a vontade de aprendizagem vai muito além desse mundo mundando onde vivem. Sei que a minha aproximidade com Deus inspira a inveja e outros pecados mortais.

Sua admiradora

Teresa Durães

P.S Cuidado com os gatos que apareceram

prof disse...

Tenho uma proposta - e creio ter descoberto a forma mais célere de desvendar o mistério!
Convido todos e todas que por aqui passaram (v.d.IP) para 1... 2...3... n rodadas da respectiva bebida alcoólica preferida e, posto que in vino veritas, esguardemos...

Arabica disse...

Os deuses devem estar loucos de novo!


Como pode numa quantidade infima de horas tanta peripécia ter acontecido?

:-D

(hoje tenho que me portar com juizo, estou num local público, a chamada sala de televisão do hotel e se me apanham a rir como habitualmente, ainda me obrigam a pernoitar submersa nas águas mineralizadas, de composição iónica, bicarbonatada e meias enxonfradas ;))


Não consigo seguir a pista da Tia porque o pc não tem som, mas com o frio que neste momento está (lá fora) bem que caía bem um vinho quente e doce com canela :))


Bom, recapitulando: se não a Lizzie porque andava distante noutros céus e noutras escaramuças, se não foi o Rufus porque estava na casa de passe com uma sirigaita que o tratava por amô, babe e darling, se não foi a condessa que essa andava entretida a fazer sandes para os desprotegidos da sorte,
se não foi a caturra, se não foi a Teresa, que desgraçadamente anda a contra relógio a mando do cão, se a ovelha não se descose, se o lEgível anda entretido com as questões dos Quark a esquarkejar ovelhas malcriadas, se eu não fui que vim a banhos e antes disso só andava a brincar com pedras e vidros, se a Prof não foi porque estava com gripe e afónica...Alien...sobejas apenas tu...meu malandro!!! :))

Confessa :)) que fizeste tu? onde estavas? com quem?

:-D

Não aceitamos (por razões óbvias) atestados médicos :-D

até logo :)

Alien8 disse...

Arabica,

A ovelha está ilibada: só apareceu por aqui depois do roubo e também não estou a vê-la a gravar inscrições na pedra :)

Quanto à tua última hipótese, então vais acreditar em tudo o que declaram os suspeitos, ainda por cima a fornecerem uns aos outros alibis mais do que falsos? Nahhhh!

E eu, a vítima do roubo, é que o pratiquei? Nahhhh!

Se quiseres, em todo o caso, saber com quem tenho estado, aguarda o próximo post, que já aí vem :)

Atestado? Nestes tempos, nem o depósito! :)

Booooaaa viaaagem!
Beijinhos.

Alien8 disse...

Ovelha anónima e alada,

Cuidado com esta gente, que ainda fazem de ti um casaquinho! Ou mais.

A tua pendência com o Legível terás que a resolver depressa, senão ainda dás em estrela de outro vídeo...

Alien8 disse...

Legível,

Claro que a internet desgraça as pessoas! Basta ver a balbúrdia que vai nesta caixa de comentários. Uns acusam-se aos outros, aparecem ovelhas aladas e também não escapam às acusações, as caturras versejam... e o mais que se vê!

Volto ao mesmo: que mais aí virá?

Alien8 disse...

Interrompo as respostas e volto daqui a uma horita :)

Arabica disse...

:-D

obrigada Alien! Durante os dois proximos dias não me hei-de afastar mt da piscina :)


amanhã volto cá :)


Ps-Acreditas que nos Balneários D.Amélia também já ha sala de internet? Este mundo anda perdido :)

Alien8 disse...

Lizzie, mi almita penada,

Pobre da Élis, que susto deve ter levado! Espero que recupere, para te fazer companhia e completar a Trindade. Comiam-se lá bons bifes, agora não sei :)

Apreciei a tua análise do escrito, como sempre pertinente, e fiquei a ver os actores com o copo, perdão, o corpo, a três quartos (isto já é influência do link da Prof...).

Quanto à sugestão de convesares com a Agatha Christie, acho-a simplesmente brilhante. No entanto, alguém, de algum modo, se terá antecipado... :) Verás!

Um besito telepático!

Alien8 disse...

Prof,

A gata? Isso foi antes ou depois do Ultimo Trago? :)))

Deste gostei eu muito, e inspirou-me a ponto de aqui lhe confidenciar que, em certos casos, mais vale falar comm a Criação do que com o Criador...

Mas, como disse à Lizzie, a ideia da Agatha é brilhante!

Alien8 disse...

Teresa Durães,

O chefe do Reino Illusio? Como podes acreditar que tão ilustre personagem desça ao nível da vã cobiça e do acto abjecto de por ela roubar ???

Acho que os quarks te estão a dar cabo da cabeça - ou serás a Caturra, que também já vai levar poucas?

Espero sinceramente que a aplicação que encomendaste te ajude a descobrir o criminoso, porque, convenhamos, chegar ao ponto de oferecer um alibi ao Rufus e de o considerar ilibado, é demais! Sobretudo porque nunca aqui se revelou a hora do crime, já que a ignoro completamente.

E sempre gostaria de saber como é que a virtuosa Teresa Durães soube da presença do Rufus na casa de alterne e acontecimentos subsequentes! Onde estavas tu para testemunhar isso? Eheheheh!

Teresa passa a Caturra. Caturra devolve a Teresa. Teresa foge com a Cromodinâmica Quântica. Caturra pousa no ombro de Teresa. E gooooooloooo! Mas de quem? :)

Sim, de quem? A verdade aproxima-se!

Um beijo.

Alien8 disse...

Caturra,

Classificada de lúcida, sabe-se lá porquê, já que tanto considera o Alien atraiçoado como fazendo-se de vítima! Afinal, como é? Devem ser coisas da crina eheheheheh!

Salvam-se os versos, salvam-se os versos. Bela forma, duvidoso conteúdo! Excepto quando afirma dar bicadas aqui e ali. Lá isso é verdade :)

Alien8 disse...

Arabica II,

Acredito, sim! Aproveita para tentar descarregar a tal aplicação milagrosa de que fala a Teresa, pode ser que, em hora de lazer e felicidade, desvendes o mistério! :)

Beijos

Lizzie disse...

Alien

Ao fim de muitos anos de não pôr lá os pés, e com esta mania que por nós é que passa o tempo e tudo o resto fica na mesma,fui à Trindade, sim senhor.

Ai homem que para ver o bife são precisos óculos de ver ao pé senão mesmo uma Sherlockiana lupa. Uma bailarina espanhola pródiga em apetite, perguntou quando vinha o segundo prato, considerando o bifinho uma mera entrada.
E o cardápio, Alien, o cardápio para descrever um mero bitoque com batatas fritas tem linguagem tão rebuscada e pretenciosa que fica qualquer um enredado na literatura.
O mestre de cerimónias parecia um daqueles dos restaurantes franceses irritantes tal eram os salamaleques e o bigodinho. Se a criatura me tivesse chamado Madame, olha que eu respondia por mim...
E desde quando é que se chama "cerveja pressurizada" a uma imperial?
E pão "afogueado" ao pão torrado? (uma das espanholas até perguntou se o pão vinha a arder para a mesa)
Vá lá que me contive e não lhe pedi, ò faz favor, um copo de três e um pires de tremoços.

Não volto lá tão cedo. Nem em fantasma...

Abraço

Teresa Durães disse...

Pronto, confesso tudo! E mesmo confessando não sinto que seja traição, tão pouco vil infamia, nem nenhum adjectivo depreciativo! O meu cão confessou tudo ontem à noite. Eram ciúmes do tempo que passava aqui, das gargalhadas que ecoavam pela casa inteira, do que parecia um namoro entre estes blogueiros todos. E ele não quiz mais, nunca mais. Veio de mansinho e, primeiro roubou o prémio e não estando satisfeito, apagou o post.

Claro que prometi-lhe um biscoito!

Teresa Durães disse...

ah! Só há um pormenor, ele não é verde. Terá sido tudo mentira dele?

Arabica disse...

É impressão minha ou agora levaram-te o post? :)


deixa-me mas é sair a correr antes que eu própria desapareça para parte incerta :) não é que a ideia de andar a monte não me agrade, mas por acaso não trago passaporte :)


Beijos

:-D

legivel disse...

... lá foi também o post para o maneta!

Se não foi o dog da Teresa, foi... o Maneta! que suspeitos é coisa que não flauta (ah! as pressas que dão em música) falta.

Alien8 disse...

Lizie,

Ahhhh! Já nada é sagrado! A descrição elaborada dos pratos, a la restaurante de 5 estrelas com pretensões, calha mesmo bem numa cervejaria... a menos que já o não seja, porque essa história da cerveja "pressurizada" é muito suspeita. Digamos que o tamanho do bife diminui proporcionalmente à "sofisticação" do estabelecimento!

Foi pena, foi pena teres-te contido: Ainda havias de ver o empregado mais afogueado do que o pão... ou, se fosse dos antigos, era bem capaz de sorrir de gozo, como quem diz: "Assim é que eu me entendo!".

Começou a fazer-me impressão ir à Portugália, mesmo antes de se tornar restaurante de centros comerciais, quando encontrei na ementa o seguinte:

Dose de molho: n$00.

O molho, antes generosamente servido no prato com o bife, embora não tivesse desaparecido, minguara. E pedir dinheiro por uma dose de molho é reles. Digo eu.

Uma palavrinha quanto ao Alien não ter olhos nem boca: esguardae o post seguinte, esguardae...:)

Um abraço para ti, de ambos.

Alien8 disse...

Teresa,

O Chip? Não acredito, nem com promessa de biscoito! É um cão simpático, dá-se com gatos, não tem interesse em galardões... andas para aqui a atirar areia aos olhos das pessoas, é o que é... e fartas-te de gozar com isso!

Também não viste o post seguinte?

Alien8 disse...

Arabica,

Levaram-me qual post???
Realmente, é um bocado estranho ter comentários a este quando já lá está outro, mas tudo isto deve fazer parte do mistério:)

Entretanto, o novo post já tem 1 comentário 1, por isso deve ter reaparecido...

Beijos dos dois.
Estás, então, como o outro, sem lenço nem documento? :)))

Alien8 disse...

Legível,

A música já cá fazia falta, digo, flauta! A culpabilidade do maneta, essa é mais discutível, porque me parece que ficou toda no Fugitivo... :)

Um abraço.

Teresa Durães disse...

Pronto, Alien8, parece-me não ser justo baralhares-me com a retirada do post e depois afirmares que há outro post publicado. Lá por usar óculos não é decente apregoares a quem ler os teus comentários que fiquei cegueta de todo! Tenho andado a disfarçar por completo esse pequeno incidente na minha vida, tacteando o que está à minha volta, usando uma bengala para ver o caminho e apostando no olfacto, para além dos óculos escuros mas tudo isto faz parte de um segredo meu.

E repito, não é mesmo justo dizeres que este post está cá e para além disso existe outro!

Teresa Durães disse...

E acabo de verificar que o blog Palavras está fechado como o acesso à publicação de um novo post! Não me digas que tudo isto foi em defesa de Rufus que neste momento anda pelo Afeganistão a aprender técnicas novas de terrorismo. Basta de incriminar sempre o mesmo, por vezes temos de inventar novos inimigos e lugares onde se possam fazer umas guerras sossegadas (para além de construção de casas duvidosas por gente que se diz engenheiro).

E ainda pouco satisfeita, só faltava que o incrimines da construção dop Freeport na reserva natural de Alcochete!

É que não há mesmo paciência!

Teresa Durães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
wind disse...

Gargalhadas, isto está bonito, está:)
Beijos

Alien8 disse...

Teresa,

Há um novo post, desde o dia 10, e já tem 2 comentários.. A razão ,por que possa não estar visível a outras pessoas nada tem a ver comigo, e ainda não a descobri. É pena,porque se está a perder o fio à meada...

Pensei que fossem coisas do IE, mas creio que também usas o Firefox, certo?

Por outro lado, dizes que "o blog Palavras está fechado como o acesso à publicação de um novo post!". O blog Palavras é para estar mesmo fechado, só esteve aberto por engano, e é apenas uma cópia deste, com certo tipo de textos à vista, mas está lá tudo. Uma cópia de segurança, no fundo, que pode dar muito jeito. É a tua expressão que pus em bold que não compreendo: "fechado como o acesso à publicação de um novo post?" Explica, pf!

Não vou referir-me ao nosso mistério, já que o tal post que ninguém parece ver, a não ser eu e uma pessoa que o comentou, adianta pistas importantes.

Espero que me digas alguma coisa.
Um beijo.

Teresa Durães disse...

E estou eu aqui a perder o gozo todo com post que não vejo! Tenho o IE, Microsoft, e não vejo nada... em lado nenhum... em computadores diferentes... estou triste, triste, triste...

Teresa Durães disse...

e que tal (re) postar? ouseja, edit e post de novo porque por vezes estas coisas baralham-se

Alien8 disse...

Teresa,

Obrigado pela rápida resposta. É, evidentemente, o Internet Explorer, esse belo browser, que está a asnear. Também deixou de se ver a imagem da inscrição no post anterior. Não sei qual o motivo... talvez por eu ter feito o texto no Word, que também é da Microsoft... espantoso! Já editei e republiquei, e nada!

Uma sugestão: Usem o Mozilla Firefox, um browser decente. Segundo a minha experiência, é melhor, mais avançado, mais rápido e mais seguro do que o IE. E é gratuito. E permite a importação dos Favoritos e etc. do IE. Podem descarregá-lo aqui:

http://www.mozilla-europe.org/en/firefox/

Para quem continuar com o IE, vou tentar adaptar os posts, mesmo que tenha de renunciar às imagens. Vamos ver o que isto dá...

Alien8 disse...

Problema resolvido. Pelo menos, neste momento, o post é visível no IE, mas deu-me um trabalho dos diabos! "#$%&/&%$# browser!

Teresa,

E quanto àquilo do "Palavras"? Que se passou ao certo? Estava simplesmente inacessível? Se estava, é essa a ideia.

Alien8 disse...

Wind,

Bonito e confuso... pelo menos até há bocado... acho eu :)

Beijos.

Teresa Durães disse...

num instante porque não tenho tempo, os virus nãio são no meu pc pessoal mas na rede do trabalho lol

uso o AVG que gosto bastante embora tenha o Panda de borla quando comprei o pc.

nem tenho tempo para ler o post acima. a luta continua por aqui

amanhã respondo melhor.

beijo (sou bicho do mato mas nem tanto lol)

Alien8 disse...

Teresa,

Bicho do mato? Nahhh! :)))

Também prefiro o AVG ao Panda, e deixei de usar as licenças deste...

Boa sorte no combate aos vírus laborais, e espero que voltes em breve para leres o post seguinte e, quem sabe, decifrares o mistério :)

Um beijo, pois.

Teresa Durães disse...

Sabes o que é uma rede, servidores, pc, portáteis completamente minados com vários vírus? E informação importantíssima que não pode sair e dentro para fora? Pois, no meio disto tudo deverias ter assistido ás gargalhadas entre mim e os colegas por tão má gestão que existe em Portugal. Só de me lembrar ainda solto risadas!

Alien8 disse...

Teresa,

Sei.
E imagino-te na risota.
Deves saber que já houve quem entrasse na "intranet" do Pentágono. E na da CIA, e etc... É para rir!

Outra coisa engraçada: Neste preciso momento, há cerca de dez milhões de computadores (possivelmente mais...) infectados por um vírus denominado "Conficker" ou "Downadup", que ainda nem sequer foi "activado", e que tem potencialidade, devido aos meios de propagação, para contaminar computadores, digamos, em progressão geométrica... Se estás a par, não leias isto. No mesmo link, outro vírus que atacou computadores da Estação Espacial Internacional...

Giro, não é?

Teresa Durães disse...

Pois, é exactamente o Downadup que entrou lá para dentro. E com ele outros porque os Worms começam a abrir portas de entrada. No início da luta matámos alguns e destruiu o sistema operativo. PC's a formatar. Depois uma empresa Anti-Virus foi lá e andaram a utilizar scans de outros para ver se eram mais eficazes que o deles lol

Agora dizem ter a solução mas ainda estou para ver se é verdade ou se segunda é mais um dia perdido para todos.

Alien8 disse...

Teresa,

Espero que não seja um dia perdido!
A empresa anti-virus a experimentar software de outra é de rir, mas... a verdade é que algumas são mais eficazes a atacar certos tipos de vírus, outras eliminam melhor vírus diferentes... por vezes há que usar a artilharia toda :)

Arabica disse...

Alien, não sei se ao longo do anos te apercebeste, mas eu sou de telhas ;) e desde o principio que tenho um suspeito à parte de todos os outros suspeitos do costume :)

E por muitas odes e sonetos que aqui se derramem a par de sanguinárias lutas e saborosos chás, eu continuo a teimar:

-quem dá e tira ao inferno vai parar :))


A meio da noite, inesperadas foram a sua ascensão e a sua queda...quem mais teria a chave do cofre?


Olhos nos olhos eu desconfio muito de ti, meu caro :))

E não é crime, disse ela :))

Alien8 disse...

Arabica,

Pois. Mas o segredo está mesmo na pedra. É questão de a observar muito bem... E não, não fui eu :)

O problema é que estás a olhar para o crime virtual (pôr no e tirar do blog) e não para o crime real: o roubo do meu prémio :) E esta?

Beijinhos!